poster
Quentin Tarantino tem o dom de deixar seus filmes com a sua marca, em poucos minutos de filme você sabe que está vendo algo dirigido por ele, Tarantino faz questão de usar aquela linguagem dos filmes dos anos 80 e 90, letreiros bregas, dividir seus filmes em capítulos, esticar cenas com diálogos que aparentemente não levam a nada, mas nem por isso deixam de ser sensacionais, ele põe hip hop pra tocar num filme de faroeste, em suma, Quentin Tarantino pode fazer o que ele bem entender, afinal é isso mesmo o que seus fãs esperam dele.

O mais legal é que é exatamente por poder fazer o que ele bem entender, é que ele vem mudando sua forma de direção em seus últimos filmes. Em Os 8 odiados fica claro que ele centrou seus esforços nos diálogos e personalidades dos personagens e deixou as cenas de ação em segundo plano.  Boa parte da trama se desenvolve mostrando as facetas das personalidades dos personagens, mostrando histórias de cada um, te envolvendo na história sem que você perceba, mas num ritmo mais lento do que você está acostumado, sem aquelas colagens de cenas embaralhadas e rápidas.

Quentin-Tarantino-the-hateful-eight-colorado
O filme é quase uma homenagem à sua própria obra, afinal temos um roteiro que lembra Cães de Aluguel, um cenário que nos remete a Django Livre, e o famoso flashback que acontece em filmes como Pulp Fiction e Bastardos Inglórios, além de ter atores que participaram de todos os filmes anteriores citados. Nada mais Tarantino do que recriar a sua própria obra, certo?

A verdade é que Tarantino está mais maduro e conseguiu construir um roteiro mais complexo e que não é baseado numa vingança, dando mais vida e multiplicidade aos seus personagens. A trama é muito bem amarrada e apresentada de uma forma que o diretor sabe fazer como ninguém, separando a história em diferentes fases e abordando as mesmas cenas sob mais de um ponto de vista, deixando o longa com algumas reviravoltas e mudanças de andamento, e claro, com muito sangue. Tudo o que você já viu e espera num filme de Tarantino está lá do mesmo jeitinho, mas apresentado de uma forma diferente.

8-odiados
A trama acontece alguns anos depois da Guerra Civil, e começa com o caçador de recompensa John Ruth (Kurt Russell) transportando uma prisioneira famosa, Daisy Domergue (Jennifer Jason Leigh), para Red Rock, onde será enforcada. No caminho, os viajantes aceitam transportar o também caçador de recompensas Marquis Warren (Samuel L. Jackson) e, mais à frente, o xerife Chris Mannix (Walton Goggins), prestes a ser empossado na cidade. Como a chegada de uma nevasca, eles são obrigados a parar no Armazém da Minnie, onde quatro outros desconhecidos já estão abrigados. Aos poucos, os oito viajantes no local começam a descobrir os segredos sangrentos uns dos outros, levando a inevitáveis confrontos entre eles. O filme estreia no Brasil na quinta-feira (7) e já divide a opinião dos críticos por aqui.