A Amazon Prime Video, ainda nova no Brasil, possui em seu catálogo vários filmes excelentes, mas como a sua concorrente, Netflix (temos um artigo de filmes indicados), também é difícil encontrar algo que realmente vale a pena, no fim acabamos por assistir nada.

Com isso em mente, cada editor do site separou três filmes gloriosos da sua escolha que estão na Amazon Prime Video, para que você possa assistir na tranquilidade.

Amazon Prime Video

São filmes de diferentes gêneros e com histórias interessantes que vão ajudá-lo a aproveitar da melhor maneira o seu tempo.

Escolhas do Rafa

Jexi (2019)

Praticamente nossa atual realidade, o filme é um conflito do ser humano nesse mundo líquido que vivemos, onde somos dependentes da tecnologia ao ponto de afetar drasticamente nossas vidas. De uma maneira descontraída, as piadas aqui são usadas para criticar nosso estilo de vida e as liberdades que precisamos para se desprender do material.

Na história, Phil (Adam Devine) é um rapaz que desde de pequeno viveu a mercê de seu celular, acabou por nunca viver a vida como deveria. Não teve amigos e nunca se relacionou amorosamente com alguém, totalmente preso na solidão de sua tela.

Quando seu celular quebra, logo ele adquire um novo modelo com a estranha inteligência artificial Jexi (Rose Byrne) que promete mudar sua vida, nem que para isso use caminhos inoportunos.  

Chef (2014)

No filme, a perda pode ser uma nova oportunidade para se renovar e quem sabe, quebrar barreiras. Uma reaproximação do eu com o interior e com o externo causado por um evento caótico.

Carl (Jon Favreau) um chef de um famoso restaurante em Los Angeles, mas ele não se dá bem nem como o dono do estabelecimento e nem como o crítico de comida que odeia seus pratos.

Em um momento de raiva, Carl tira satisfação com o crítico ao descobrir o Twitter, o que gera sua demissão. Entretanto, essa uma oportunidade para se inovar com novas comidas em seu próprio negócio de Food Truck, o que ocasiona uma reaproximação com seu filho.

Expresso do Amanhã (2013)

Amazon Prime Video

Temos vários filmes com um futuro distópico, entretanto, Expresso do Amanhã de Bong Joon-ho (Parasita) imprime com perfeição o caminho possível da humanidade. A briga de classes, uma assinatura em seus filmes, aqui de uma maneira filosófica e ao mesmo tempo cruel.

Após o apocalipse glacial, um trem carrega os humanos sobreviventes, porém, cada vagão é dividido por diferentes classes. Enquanto, as pessoas dos vagões traseiros vivem o pior do pior, com escassez de alimentos e superlotação, os passageiros da frente vivem uma vida de completo luxo e sua abundância. Um dia, isso gera uma revolução liderada por Chris Evans, em um dos seus melhores papéis.

Escolhas do Edu

O Grande Lebowski (1999)

O Grande Lebowski é um ótimo filme pra ver e relaxar. Lançado há mais de 20 anos pelos ótimos Irmãos Coen, o longa não fez muito sucesso na época, mas acabou se tornando um clássico cult com o passar dos anos.

A história é relativamente simples, Jeff Bridges interpreta “O Cara”, um maconheiro preguiçoso com dificuldades em se expressar, e seus amigos da turma do boliche, e que são igualmente singulares e problemáticos, se envolvem numa estranha trama com alguns mafiosos, depois de um tapete ser roubado.

O genial aqui é a capacidade dos irmãos Coen em criar situações que misturam drama e comédia,além de desenvolver histórias que vão por caminhos onde o público não espera. A dupla é capaz e de entregar ao público personagens únicos e inesquecíveis, basta lembrar de outros filmes incríveis da dupla como “Fargo”, e “Onde os Fracos Não Tem Vez”. 

Midsommar (2019)

Amazon Prime Video

É difícil falar de Midsommar em poucas palavras, e ainda mais difícil pra eu indicar um filme de um gênero que poucas vezes me agrada. Gosto muito de livros de terror, onde criamos as imagens na nossa cabeça, mas quando essas histórias são transportadas pro audiovisual, se tornam um tanto quanto desinteressantes pra minha pessoa.

O que eu mais gostei em Midsommar é que o terror é mais psicológico, não tem fantasma, demônios e coisas do tipo, dando um inesperado ar de realidade dentro daquele contexto, e que certas coisas repulsivas que acontecem durante o filme realmente poderiam acontecer de fato. Já deu pra perceber que o sobrenatural não me agrada né?

O clima de suspense vai te envolvendo conforme a história vai avançando, e as cenas pesadas são realmente impactantes e brutais, e você como telespectador vai ficando com uma crescente sensação de incômodo.

Ao contrário da maioria dos filmes do gênero, Midsommar é claro, se passa quase todo em plena luz do dia e foge de algumas convenções chatas do gênero. Não é um clássico, mas vale a pena ser conferido.

Drive (2011)

Amazon Prime Video

Eu gosto demais da forma autoral que o diretor Nicolas Winding Refn faz seus filmes, e já deixo aqui a dica pra você assistir também os insanos “Bronson” (2008) e “Só Deus Perdoa” (2013).

Drive é de certa forma uma faroeste moderno, que conta a história de um herói solitário de carne e osso. O personagem de Ryan Gosling não é de fato um herói, ele não tem poderes especiais, não usa cueca por cima da calça e não foi picado por uma aranha, ele é um ser humano com qualidades e falhas, assim como eu e você, mas que tenta fazer a coisa certa mesmo que por caminhos tortos.

Mas adianto, Drive não é um filme convencional, ele tem um começo arrastado, a história demora um pouco para se desenvolver, e quando você estiver achando que o filme não vai a lugar nenhum, a coisa se transforma, a violência chega sem dó e nosso “herói” precisa tomar decisões complicadas e brutais.

Escolhas da Fran

Lady Bird (2018)

Lady Bird é aquela comédia dramática de adolescente em crise, mas com uma protagonista muito descarada e autêntica. Apesar do cenário parecer clichê (mãe controladora, pai desempregado, a quem a filha idolatra), o filme é a prova de que se pode fazer algo inovador de um roteiro assim. Fazer o inovador a partir do “batido”. 

O foco é na passagem da vida pelo amadurecer, com caminhos pela coragem, decisões e construção de raízes em novos olhares. Teve 5 indicações ao Oscar em 2018.

Meia Noite em Paris (2011)

Eu começo dizendo que é um filme do Woody Allen, porque sei que tem a galera que já nem precisa ler o restante da indicação pra querer assistir – e os que não vão ler nem assistir, e está tudo bem também. 

O filme é uma brisa doida de um escritor/roteirista frustrado e meio perdido da vida, que vai a Paris com a futura esposa e começa a se encontrar com escritores famosos a quem ele sempre idolatrou numa “viagem ao passado” nas madrugadas. É com Owen Wilson e Rachel McAdams. Ou seja, não é tempo perdido, não! Pode ir.

Capitã Marvel (2019)

Amazon Prime Video

Se você achou que não valia a pena gastar o seu dinheiro suadíssimo pra ver uma super heroína no cinema, eu venho aqui te dar uma chance de reparar esse erro.

Mesmo você não sendo fã de super heróis ou do gênero em si, eu acho que fica como um marco na nossa história um filme como Capitã Marvel. Como pode uma mulher ser tão foda e ter demorado tanto pra ter o próprio filme, gente?

Se ainda assim não for suficiente pra você, garanto que o ar retrô anos 90, assim como a trilha sonora que vai fazer tudo valer a pena.

Gostou do post com dicas de filmes pra ver na Amazon Prime Video? Então deixe sua opinião nos comentários.