Home Homens em Pauta Miyamoto Musashi, o samurai dos samurais

Miyamoto Musashi, o samurai dos samurais

Pode parecer uma lenda, mas Miyamoto Musashi, o maior dos samurais existiu de verdade. Conhecido como Santo da Espada, o samurai dedicou sua vida para alcançar a perfeição na arte da espada, não é a toa que venceu 60 duelos sem nenhuma derrota.

Musashi é considerado até hoje uma das maiores personalidades na história do Japão. O guerreiro viveu um dos momentos mais conturbados do seu país, o chamado Sengoku-Jidai, ou “Estados em Guerra”,  uma época onde o Japão passava por transformações com a Era Tokugawa (1603-1868), muitos dos samurais e suas espadas foram considerado obsoletos, o que trouxe soldados e armas de fogos.

Miyamoto Musashi nasceu na aldeia de Miyamoto, localizada na província de Mimasaka, hoje conhecida como Okayama, no oeste do Japão, em 1584, não era um rapaz tranquilo e vivia em rebeldia.

Miyamoto Musashi

Ignorante e jovem, queria provar que era poderoso e chamava qualquer um para um duelo, sem respeito e muito menos honra. Com apenas 13 anos derrotou e matou o experiente espadachim Arima Kihei devido a lutar de forma selvagem.

Aos 16 anos, Musashi e seu amigo Matahachi participaram da batalha de Sekigahara (1600) ao lado das forças leais ao comando de Hideyoshi e adversários de Tokugawa, mas foram derrotados.  Quando retornou a sua aldeia encontrou o monge Takuan, seu grande e futuro mestre.

Miyamoto Musashi

O monge mostrou a Miyamoto que usar seu lado selvagem não traria honra e respeito em sua vida, por isso, o ensinou a controlar sua emoções, equilibrar o mental e espiritual em seu futuro caminho. Como um verdadeiro samurai deveria ser.

O samurai passou longos anos viajando para enfrentar novos adversários, uma maneira de testar suas habilidades e se tornar o melhor espadachim. Sozinho criou seu próprio estilo de luta, o Niten Ichi Ryu, que utilizava duas espadas no combate, uma grande e uma curta.

Miyamoto Musashi

Suas táticas, não se limitavam apenas no estilo, Miyamoto era um estrategista nato, sempre chegava horas antes no lugar combinado do combate, com intuito de estudar o ambiente para ajudá-lo a vencer seu oponente.

Seu corpo era muito mais alto do que a média dos japoneses, muitas de suas vitórias foram devido a uma extrema bruta alinhada a uma habilidosa arte com espada, existem histórias que para derrotar um inimigo usou um remo. Literalmente histórias de pescador.

Ainda em sua fase como peregrino, Musashi destinou a aprender outros áreas, como a arte, filosofia, pintura, escultura e até mesmo sobre o equilíbrio da meditação zen budista.

Miyamoto Musashi

Se isso não fosse o bastante, ainda sobrou tempo para escrever uma obra que se tornou referências para aqueles que desejam conhecer o caminho da espada, a sua filosofia de vida. O livro Go Rin No Sho (Cinco Anéis) deixa um legado sobre honra e autoconhecimento.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ