Home Leitoras Geek Gordinha: “Não existe nada mais sexy que uma conversa gostosa”

Geek Gordinha: “Não existe nada mais sexy que uma conversa gostosa”

Nome: Geek Gordinha
Idade: 27 anos
Profissão: Engenheira e camgirl
Cidade: Porto Alegre
Twitter: @geekgordinha

Esta é a primeira vez da gaúcha Geek Gordinha aqui no Testosterona, ela conhece o blog há muitos anos, é uma simpatia sem tamanho. Fã de boa música, Breaking Bad e Neil Gaiman, ela é nossa convidada a leitora da semana!

Geek Gordinha

Geek Gordinha

Seja muito bem vinda ao Testosterona. Pra começar uma pergunta clássica, como você se definiria?

Eu sou um furacão!! Risos! Brincadeira, sou super bem humorada, do tipo palhaçona. Amo fazer as outras pessoas rirem de mim e comigo. Sabe aquela coisa de não se levar muito a sério? Pois então, totalmente eu.

Mas quando estou eu, eu mesma e a Galadriel (minha gatinha) em casa, sou mais silenciosa e introspectiva, tirando os momentos em que estou fazendo faxina e escutando um som na vitrola e começo a fazer uma performance, com a vassoura como microfone. Risos!!!!

Geek Gordinha, conta pra gente, você estudando ou já se formou?

Já me formei e estou tentando entrar em uma seleção de mestrado atualmente.

Qual sua área de interesse?

Ciências ambientais, dos materiais e gestão de projetos são as áreas de meu maior interesse no momento.

Geek Gordinha

E atualmente você trabalha com o que?

Trabalho como engenheira autônoma, atuando em processos de licenciamento ambiental, principalmente. E também como camgirl. Tento me revesar entre as duas profissões, porque realmente gosto da área a qual me formei, porém, nem sempre os jobs aparecem, então o dinheiro como camgirl se torna minha fonte de renda integral em alguns meses, bem como em outros, meu trabalho como engenheira responde a minha renda total.

Sim, dois mundos totalmente diferentes, mas o camming me ensinou muito sobre como me comunicar e tentei trazer um pouco disso para a minha profissão civil.

Conte um pouco sobre as suas atividades

Resumidamente sao duas atividades bem antagônicas, como engenheira não existe muito espaço para maquiagem ou salto alto. É bota para trabalhar em campo, calça jeans e jaqueta. ai após adquirir os dados necessários, o trabalho é de escritório, no caso, home office. Entro sempre de cabeça nesses projetos, chego a ficar 10 horas em cima do computador estida de forma bem diferente de quem me vê na web cam me imagina, de calça de moletom, camiseta de banda e chinelos, aliás, esse é meu look preferido da vida.

E como camgirl, como é dia a dia da Geek Gordinha?

Como camgirl, nos meses em que estou totalmente focada nisso, produzo e tiro minhas próprias fotos, além de toda uma preparação para entrar nos sites aos quais trabalho (chego até a usar perfume, mesmo sabendo que ninguém vai me cheirar), gosto muito da estética pinup e isso não é de hoje, então tento levar ao máximo essas caracteristícas para o meu visual no camming. Considero o camming uma forma de arte, pois tenho liberdade para me comunicar e me expressar fisicamente e verbalmente, além disso, amo conhecer novas pessoas e suas nuances.

O que a Geek Gordinha gosta de fazer nas horas livres?

Agora na quarentena, virei a rainha do streaming. Se antes eu já era grande consumidora de filmes e séries isso ficou ainda mais acentuado nesse momento.
Também gosto de tirar um tempo tomando alguma bebida (vinho ou cerveja são as minhas preferidas) escutando algum do discos da minha coleção de vinis e lendo, livros, artigos científicos ou apenas besteiras na internet.

Já antes da pandemia de Covid, fazia as mesmas coisas, porém toda a sexta-feira era dia de ir para o bar, tomar uma cerveja e umas doses de cachacinha e botar o papo em dia com o pessoal. Sinto saudades disso.

Se pudesse viajar pra qualquer lugar no mundo, pra onde você iria?

Itália. Já tive a oportunidade de conhecer o país e iria de novo. São um povo muito alegre, de uma cultura extremamente vasta, além disso me encanta o estilo de vida deles e o fato de que a desigualdade social lá, não me parece tão grande como aqui.

Qual sonho você ainda não realizou?

Tantos: viajar para a Escócia e Irlanda, ter realmente minha própria empresa de engenharia, entrar no mestrado (esse já tá a caminho), ser Testosterona Girl (fica a dica Edu hahaha).

Que tipos de filme você mais gosta?

Gosto muito de drama, suspense e ficção cientifica. Mas não nego que as vezes só quero ver algo bem ‘bobinho’ e que eu não tenha que pensar muito e acabo optando por comédias românticas.

Geek Gordinha, você também gosta de séries?

Muito! Minhas preferidas de todos os tempos são Breaking Bad e Game of Thrones (acho que é meio que consenso que foram as melhores séries feitas), Fleabag, Outlander, A Maldição da Residência Hill, Chernobyl, Sherlock,
Castlevania. Tem muitas outras, mas no momento são essas que me vêem a mente.

Indique um filme ou série que você adora

Um filme: Vanilla Sky
Uma série: Chernobyl

Qual estilo musical mais te agrada?

Rock, principalmente classic rock, mas dependendo do meu momento eu fico passeando pelas vertentes. Esse ano estou escutando bastante rock industrial e coisas feitas lá nos anos 80.

Quais artistas ou bandas você mais gosta de ouvir?

Queen, que é a minha banda preferida e a que tenho mais vinis. Tom Petty and the Hearthbreakers, INXS, The Police, The Smiths, R.E.M, Dire Straits, Jethro Tull (moram na minha vitrola também ou no spotfy).

Geek Gordinha

Que música não pode faltar na playlist de sexo da Geek Gordinha?

White Stripes – I just don’t know what to do with myself

Qual livro que mais te marcou?

American Gods do Neil Gaiman porque foi meu primeiro contato com a literatura dele, que mistura o encantado, o mistico e o religioso com a realidade.

Quem são as pessoas que te inspiram?

Qualquer mulher que faça ciência no Brasil me inspira, visto que hoje existe um grande movimento anti-ciência por aqui. Porém, a figura feminina mais inspiradora pra mim hoje na ciência brasileira é a Física Marcia Barbosa, devido as suas contribuições na sua área de expertise e também pelas diversas lutas dela para que mulheres sigam produzindo ciência de forma equalitária no nosso país.
Também me inspiram as vergentes filosóficas do Allain de Botton.

Fora a ciência, todas as pessoas ao meu redor me inspiram de alguma forma, isso vai da minha família, as minhas amigas, à sex workers, a artistas que eu escuto a música.

Você gosta de esportes? Torce pra algum time?

Jogar Mortal Kombat conta como esporte?

Geek Gordinha, o povo quer saber, você está solteira?

Sim

Qual a maneira mais fácil de te conquistar?

Sendo inteligente, tendo uma boa conversa. Inteligência é afrodisiaco pra mim e sendo reduntante, não existe nada mais gostoso e sexy que uma conversa gostosa.

Quais qualidades você admira nas pessoas?

Inteligência, proatividade, coragem, ousadia.

Geek Gordinha

Geek Gordinha você acompanha o Testosterona desde quando?

Creio que conheci o Blog lá por 2014, porém naquela época o conteúdo não me atraia muito então deixei de acompanhar (sim, sou sincera).
Porém, voltei a acompanhar o blog em 2018 e me tornei mais ativa desde a entrada do Dino para o time.

O que você mais gosta no blog?

Gosto muito do caminho editorial que blog está tomando nos últimos tempos, se comunicando também com o público feminino, postando dicas para sex workers e matérias em defesas das mesmas. Além disso, to adorando ver que o Testosterona está dando cada vez mais espaço a diversidade de corpos e cores dentro do blog.

O que você gostaria de ver no Testosterona?

Gostaria de ver uma coluna do tipo: o que as mulheres pensam sobre diversas situações relacionadas a vocês homens.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ