Home Suicide Girls Deph – A suicide girl que adora exibicionismo

Deph – A suicide girl que adora exibicionismo

Nome: Deph (Daphne Albano)
Idade: 24 anos
Cidade: São Paulo
Profissão: Farmacêutica
Instagram: @defh_angie

Sempre preocupado em abrir espaço para modelos brasileiras, o Testosterona mais uma vez entrevistou uma das modelos nacionais do Suicide Girls. A Deph mora em São Paulo, tem 24 anos e nesse ínterim já tem 5 sets publicados como suicide girl hopeful. Então, confira a seguir as fotos e a tudo o que essa mulher com lindas curvas tem a dizer.

As fotos do post são dos sets Play With My Magic, It’s Wine O’Clock, e 2020’s Angel.

Deph
Deph – Foto: Doce

Primeiramente, como você se apresentaria pra um leitor do Testosterona que não te conhece ainda e não viu seu trabalho

Olá, eu sou a Deph! Sou modelo alternativa e farmacêutica. Amo tatuagens e o estilo dark.

Há quanto tempo você tem perfil no Suicide Girls e o que te chamou atenção no site?

Estou no site desde final de 2018. O que me chamou atenção no site foram as meninas, claro! Além disso, o fato de poder ser quem eu sou com pessoas que compreendem este estilo de vida.

Porque você decidiu se tornar uma Suicide Girl?

Sempre gostei de tirar fotos sensuais e me identifiquei muito com a proposta do site. É algo que eu gosto de fazer, então uni o útil ao agradável.

Deph

O Suicide Girls surgiu pra quebrar padrões. Hoje em dia grande parte das modelos do site tem cabelo colorido e tatuagens, você acha que o site na verdade ajudou a estabelecer um novo padrão de “modelo alternativa”?

Sim, com certeza! O que antes não era padrão, hoje é o padrão do nicho alternativo e creio que o SG tem muita influência sobre isso.

Você se considera uma modelo alternativa? Ou essa classificação não é necessária e modelo é modelo…

Me considero alternativa, sim! Existem várias classificações de modelo e não acredito que isso seja algo ruim, pelo contrário, acredito que abra um leque maior.

Pra você o que é ser sensual?

Pra mim a sensualidade não está necessariamente no corpo mas sim nas atitudes, no olhar, no sorriso. Tem muitas pessoas lindas que não são sensuais e pessoas que não são tão bonitas que transmitem sensualidade. Afinal, é tudo uma questão de comportamento e atitude.

Já sofreu algum tipo de preconceito em virtude de fazer ensaios sensuais? E dessa forma como lidar com pessoas que não entendem este tio de trabalho?

Já sim, faz parte. Eu não lido, eu simplesmente ignoro. Nunca permiti que a opinião das pessoas me atingisse de nenhuma maneira, pois creio que por trás de todo o ódio, exista uma pessoa enrustida que gostaria de estar no lugar da outra e por alguma razão, não pode fazer o mesmo.

Deph, como você se sentiu quando fez seu primeiro ensaio sensual?

Me senti super à vontade, foi uma experiência incrível. A primeira vez que posei foi pra Doce Suicide e creio que ela proporcione essa tranquilidade nas modelos.

Você se considera uma pessoa exibicionista?

Sim, muito!! Tanto que não entrei no ramo por dinheiro e sim por gostar de exibicionismo e nu artístico.

Deph
Deph – Foto: Babu

Entre os seus sets, tem algum favorito por algum motivo especial?

Eu amo todos os meus sets. Pois cada um tem sua peculiaridade e cada um tenta transmitir uma coisa diferente. Tenho sim um favorito, mas ele foi muito injustiçado no site, creio que ele merecia muito ser comprado.

Fala pra gente sobre suas tatuagens? Quantas você tem? Qual sua preferida?

No momento eu tenho 18 mas pretendo dobrar a meta 🤣. Mas minha favorita é o tentáculo no ventre.

Você se inspira ou busca referência no trabalho de outras modelos? Quais?

Sim, referências são essenciais para um bom trabalho. Me inspiro muito na Ruby Alexia e na Aemalia.

Aliás, como que é a relação com os seus fãs e admiradores nas redes sociais?

Cada vez que alguém se diz meu fã eu me surpreendo, ainda não me acostumei com isso! 😂 Mas eu procuro sempre interagir com eles, sempre quando posso respondo aos elogios e no Facebook consigo ter um pouco mais de contato do que pelo Instagram.

Ainda assim Deph, os fãs brasileiros são diferentes dos seguidores de fora?

São! Mas existe uma diferença entre os fãs homens e fãs mulheres. De fato, os fãs homens brasileiros em sua maioria são mal educados, não sabem fazer um elogio sem desrespeitar e confundem muito nosso trabalho. As fãs mulheres brasileiras são uns amores e dão um suporte bem legal. Contudo, os fãs homens de outros países são educados, dão suporte pras modelos e sabem elogiar. Já as mulheres de outros países não curtem muito as brasileiras pelo que vejo.

Quais as suas SG brasileiras favoritas?

Jacqueline, Infernum, Doce, Haub

Deph
Deph – Foto: Haub

O que você gosta de fazer nas horas vagas?

Eu gosto de dormir, assistir séries e ouvir música.

Deph, entretanto, que dica você daria pra uma garota que sonha em entrar pro Suicide Girls?

Bom, primeiramente ela precisa estar ciente que coisas desagradáveis podem acontecer nesse decorrer e que não tem nada a ver com elas, muitas se chateiam pois entram cheias de expectativa e acabam não conseguindo as coisas tão fácil, então minha dica é: não crie muitas expectativas e não pense que há algo errado com você, pq não há.

O que você mais gosta no Testosterona??

Além de mostrar nosso trabalho e a beleza das meninas, vocês nos dão espaço para falar. Acho isso muito legal. Além dos temas abordados, adoro ver a forma como abordam tabus de forma natural e irreverente.

Deph

Por fim, Deph, obrigado por participar do Testosterona. O espaço é todo seu pra deixar o recado que desejar!

Obrigada a todos que leram até aqui! Continuem acompanhando meu trabalho nas redes sociais e no Suicide Girls. Vocês são demais!

Mais Suicide Girls no Testosterona

Então, que tal o post com a maravilhosa Deph, gostou? Pois deixe sua opinião nos comentários e conta pra gente qual suicide girl você quer ver no Testosterona?

Mais posts pra você

COMENTE JÁ