Nome: Renata Moura / Conhecida como Lady Vader 
Idade: 29
Onde nasceu: Maringá (PR)
Onde mora: Curitiba – (PR)
Instagram: @ladyvader_sgh

Lady Vader

Com o que você trabalha e há quanto tempo?

Lady Vader: Sou formada em gastronomia, e há pouco tempo trabalhava como chef de cozinha, fazia alguns trabalhos como modelo. Há 6 meses me dedico só a modelar.

O que gosta de fazer nas horas vagas?

Há pouco tempo descobri um novo gosto, baladas liberais. Tenho gostado muito de ir e conhecer pessoas. Mas sou muito caseira, amo ficar em casa, receber amigos, cozinhar.

Lady Vader

Porque resolveu começar a trabalhar seu lado sensual?

Lady Vader: Eu conheço e admiro as modelos do Suicide Girls desde 2011, e sempre quis fazer parte desse universo, mas demorei pra ter coragem. Comecei fazendo fotos caseiras pra mandar pro ex, depois postando algumas fotos sensuais no insta e enfim decidi fazer um set pro SG. Hoje tenho dois publicados e um pra sair em breve.

Lady Vader

Já sofreu algum preconceito por isso? Se sim, como lida?

Lady Vader: Já, várias pessoas acham que quando a mulher é bem resolvida com o corpo e livre sexualmente ela é menor, menos inteligente, menos digna e coisas assim, existem também os que pensam que é festa, rs, que você vai ficar com qualquer pessoa, pq fala abertamente sobre tudo, sem tabu. Eu realmente não ligo a mínima pra essas pessoas, estou cercada por pessoas de mente aberta e incríveis que sabem quem eu sou. Pessoas que não me conhecem não interferem na maneira que eu me vejo.

Gostou do resultado das fotos pro Blog? Se sentiu bem?

Eu amei. Já havia fotografado com a Doce antes, e gosto muito do trabalho dela, ela consegue ressaltar tudo que eu mais gosto em mim. A auto estima sempre fica lá em cima.

Lady Vader

Conheceu o Testosterona como?

Lady Vader: Conheci há uns 5 anos atrás, através de um amigo, que me mostrou uma matéria sobre cosplays, desde então eu sempre acompanho.

O que você mais gosta no blog?

Com certeza são as Testosteronas Girls, muitas mulheres incríveis, que tem muito pra falar, mostrar. Quando sai ensaio com alguma amiga é uma festa!

Qual foi a situação mais estranha que você já passou enquanto fotografava?

Lady Vader: Eu sempre pesquiso bastante os fotógrafos com quem eu vou trabalhar, pra evitar passar por problemas, então, nunca passei nenhum perrengue. Acho que meu primeiro set foi o mais difícil, pq né, começo você não sabe bem como posar, quais caras fazer. Em todas as fotos eu saí com uma carinha de entediada haha. Com o tempo, e fazendo mais trabalhos, aprendi a posar, a diferença do meu primeiro set para o segundo é gritante.

Lady Vader

Qual foi o lugar onde você mais gostou de fotografar?

Em uma loja de Harleys, em cima de uma Fat Boy. Como amante de motos custom, foi uma alegria, eu era uma criança no parquinho.

Você tem algum sonho profissional?

Lady Vader: Me tornar Suicide Girl oficial. Sempre quis, antes não achava que seria capaz, que não era suficiente, e hoje tenho essa meta bem clara, e vai ser uma alegria quando acontecer.

Lady Vader

Quem são suas inspirações e referências?

Lady Vader: São muitas mulheres que me inspiram. A Riae, acompanho desde o inicio e sempre amei os trabalhos dela. A Infernum, ou Carla Guedes, é uma inspiração no posicionamento, ela é super segura, e fala quando algo está errado, não no sentido de esculhambar, mas no sentido de informar. Acho isso incrível, não tenho essa paciência, risos!!!

A Doce também me inspira muito profissionalmente, ela vai e faz, e não espera ninguém, e ela me ajuda e me incentiva muito. Erica Fet, que mulher maravilhosa, fã de Star Wars, não da pra ser mais perfeita. Enfim, são muitas mesmo.

Você tem algum fetiche?

Lady Vader: Eu sempre fui muito curiosa, e sempre experimentei coisas. Eu conhecia BDSM só de longe, e quando tentei não gostei de ser submissa. Até que surgiu um ensaio fetiche, com um fotografo incrível, que me ajudou, deu varias dicas, e eu amei. Descobri que nasci pra ser dominadora e não submissa, estou aqui pra ser servida e não pra servir hahah

Como é sua relação com seus fãs/seguidores?

É ótima, apesar de não ter tantos seguidores, acredito que tenho seguidores de qualidade, conversamos coisas legais, recebo mensagens bem interessantes, trocamos experiencias, ganho uns presentinhos, até Ifood eu recebo, não tem pessoas melhores dos que a nos alimentam não é verdade? Hahah

Que tipo de mensagem mais recebe por inbox?

Lady Vader: Atualmente não recebo nenhum pinto risos, mas já recebi muito. Hoje em dia, acho que só ficou comigo quem entende o meu trabalho e me respeita, então recebo coisas sobre filmes, séries e coisas assim. Amo quando alguém vê alguma coisa, lembra de mim e me manda ♥

Lady Vader

Que tipo de música você gosta de ouvir?

Lady Vader: Nossa, essa pergunta é sempre difícil. Tudo depende da situação. Minha cantora favorita é a Tarja Turunen, amo a voz dela. Gosto de metal melódico, Rock clássico, Hard Rock. Mas quando estou na balada amo arrastar a bunda no chão, canto Raça negra e faço todas as coreografias do É o Tchan hahah

O que você gosta de assistir?

Eu amo Star Wars, Senhor dos Anéis, Harry Potter, ficção científica, fantasia e distopia me atraem muito.

Você está solteira?

Estou sim.

Se pudesse criar o seu par amoroso ideal, quais 3 qualidades você escolheria?

Lady Vader: As três coisas que eu mais prezo em um relacionamento são: Respeito, companheirismo e admiração. Respeito é essencial pra mim, em todos os aspectos, respeitar seus gostos, suas vontades, sua liberdade. Alguém que esteja junto andando lado a lado também é muito importante. Ter real admiração pelas ideias um do outro, sem diminuir, realmente se interessar, não tem nada melhor do que olhar e pensar “que pessoa maravilhosa” e saber que a outra pessoa sente o mesmo por você.

Conheça a fotógrafa Doce Suicide

Nome: Tábaba Hisismit (Doce Suicide)
Instagram: @justdoce

Desde quando fotografa ensaios sensuais?
Minha primeira experiencia com a fotografia sensual foi aos 15 anos.
Eu havia ganhado da minha mãe uma câmera analógica alguns anos antes.
Fotografei uma amiga semi nua na garagem da casa dela, e lembro-me bem de indicar poses e arrumar ela durante o ensaio, engraçado porque hoje meu forte na fotografia é a direção. Minha caminhada estava começando naquele dia e eu não fazia ideia.bAos 17 anos arrumei meu primeiro emprego e foi num estúdio e laboratório fotográfico, desde então atuo nesse mercado.

Tem algum projeto em específico?
Sim! Tenho alguns e adoraria compartilhar todos aqui. Mas hoje quero contar sobre o projeto que estou criando para fotografar modelos plus size. Como disse acima, minha área preferida dentro da fotografia é a direção, e percebo que modelos plus size acabam não tendo seus ensaios tão explorados quanto ao de uma top model com um corpo escultural.
Minha proposta com o projeto é celebrar a beleza e ousadia dessas mulheres, e claro, abrir ainda mais espaço para as mesmas dentro do mercado de alt models e universo alternativo. Aliás, aproveitado o espaço, interessadas fiquem a vontade para entrar em contato comigo.

Qual você considera ser o maior desafio em fazer fotos sensuais?
Um ensaio sensual tem várias fases, e cada uma delas tem seus obstáculos.
Acho que o mais difícil é o processo de convencer uma mulher a abandonar os padrões e crenças que teve até então. Um ensaio sensual exige entrega. A modelo precisa se envolver, estar presente e confiante.
Então quanto mais liberta de qualquer TABU, melhor será o resultado do ensaio. Por isso antes de um ensaio sensual é importante ter uma conversa mais intima com a modelo. Conhecer e entender como ela se sente, o que ela busca.

Como foi fazer as fotos?
Eu ja havia trabalhado com a Michele antes, então o ensaio foi tranquilo e ela ficou super a vontade. Isso é muito gratificante pra mim como fotógrafa pois obter um bom resultado num ensaio porque a modelo está tranquila e segura, é mais uma confirmação de que estou fazendo um bom trabalho e minha mensagem está chegando a cada uma dessas mulheres.