Nome: May Calasans
Idade: 24
Onde nasceu: Nilópolis (RJ)
Onde mora: Nilópolis (RJ)
Instagram: @w4ymay

May Calasans

Com o que você trabalha e há quanto tempo?

May Calasans: Atualmente faço venda de fotos e vídeos +18, sem censura, esse conteúdo vai desde um ensaio sensual, nu artístico até as fotos e vídeos caseiros mais explícitos. Trabalho com isso há pouco tempo, mais ou menos desde a metade de 2018 pra cá, pois surgiu a necessidade e eu já estava reparando que outras meninas do meio (modelos alternativas) também faziam.

May Calasans

O que gosta de fazer nas horas vagas?

Gosto de escutar música, desenhar, ver meus amigos, comer, ver séries e filmes de terror/suspense, e passar um tempo nas redes sociais. Ultimamente eu tô viciada em ficar acompanhando o BBB pelo twitter.

May Calasans

Porque resolveu começar a trabalhar seu lado sensual?

May Calasans: Eu sempre fui uma menina muito introvertida desde criança, na adolescência apesar de eu já conseguir aflorar o meu lado “rock’n’roll” ainda tinha muita insegurança, traumas e complexos com a minha aparência. Em contra ponto a isso eu sempre achei lindo demais as fotos sensuais, toda vez que via num programa de TV quando era criança eu ficava desejando ser igual aquelas modelos, passavam as fotos (censuradas claro) com uma música muito maneira e eu ficava tipo WOW.

Tudo isso além da minha admiração pelas pinups e sua história no geral. E tem também o caso do Suicide Girls, que casava muito com o meu estilo alternativo, eu tinha um sonho de fazer parte da comunidade mas não sabia nada sobre isso além do estilo que as fotos e as modelos carregavam, há muito tempo atrás quando era minha paixão platônica eu nem sequer pensava no dinheiro envolvido nisso.

Então tudo isso influenciou pra eu ter essa vontade. Depois do meu primeiro ensaio com a Doce pro Suicide Girls eu me senti maravilhosa, o momento da sessão de fotos é um momento único que te faz ficar em dia com a autoestima e se sentir uma Deusa, e a Doce claro é uma ótima fotógrafa sempre me deixa muito confortável! Esqueci de pontuar que hoje em dia eu uso a fotografia pra me expressar e mostrar um pouco mais de quem eu sou, meu objetivo é que com o meu trabalho fique cada vez mais claro isso.

May Calasans

Já sofreu algum preconceito por isso? Se sim, como lida?

May Calasans: Sim, às vezes na rua, na verdade muitas vezes porque eu sempre tive um visual diferente, as pessoas mexem, antigamente que era mais incomum o povo me parava na rua pra dizer que meu cabelo era lindo. Hoje em dia o que mais me incomoda é o machismo mesmo, infelizmente ele tá muito presente na sociedade ainda então é difícil escapar. Pela internet é fácil, você xingar, mas pessoalmente posso dizer que me estressa bastante, nós temos que ter o psicológico bem firme pra não se deixar levar por isso.

May Calasans

Gostou do resultado das fotos pro Blog? Se sentiu bem?

Eu ameeei, como eu já tinha citado a Doce é uma ótima fotógrafa eu me senti a própria Butterfly da música do Crazy Town dentro daquele banheiro bem psicodélico. Risos!

Conheceu o Testosterona como?

May Calasans: Pela internet eu já tinha visto o Instagram de vocês com fotos lindas e meninas lindas confesso que antes da Doce propor que posássemos pra vocês eu nunca imaginei que posaria, mas tô eu aqui.

O que você mais gosta no blog?

Eu acho muito irado a forma como vocês exaltam as meninas, as modelos, e amo de paixão essa camisa do Testosterona acho muito linda!

Qual foi a situação mais estranha que você já passou enquanto fotografava?

May Calasans: Eu não passei por muitas, ainda bem. Mas posso dizer que foi quando fiz um ensaio externo com um fotógrafo homem e a proposta do ensaio era que fosse meio ousado porém não sensual porque tinha um fluxo de pessoas ali, em um certo momento da sessão ele pediu pra eu levantar a saia pra fazer as fotos. Só consegui pensar depois que foi muito bom pra mim eu ter ido acompanhada.

May Calasans

Qual foi o lugar onde você mais gostou de fotografar?

Olha, até agora o lugar que mais curti fotografar foi no terraço do prédio onde moro, tava um dia de sol, nós usamos bastante água nas fotos, me senti confortável e liberta, além de poderosa, risos! Inclusive fiz essas fotos com o @bap.fotografia beijo Blendonnn.

Você tem algum sonho profissional?

May Calasans: Sinceramente é um sonho pra mim me tornar modelo oficial do Suicide Girls.

Quem são suas inspirações e referências?

Eu acho que não são bem pessoas mas são coisas que algumas pessoas vestem, maquiam ou fazem, vou pegando uma coisa ali outra aqui e adaptando tudo ao meu estilo.

Você tem algum fetiche?

May Calasans: Tenho muita curiosidade em ser amarrada, transar amarrada.

May Calasans

Como é sua relação com seus fãs/seguidores?

Eu não sei se posso chamar de fãs mas tenho uma relação bem direta com o povo que me acompanha, sempre agradeço pelo carinho, pelos elogios.

Que tipo de mensagem mais recebe por inbox?

May Calasans: Mensagem de cantada de macho sem noção.

Que tipo de música você gosta de ouvir?

Absolutamente tudo, sou dessas de que se gostei eu ouço mesmo, mas geralmente eu curto um rock, pop, reggae até R&B. Sou muito nostálgica então tudo que era hit no passado eu curto ouvir, outro dia mesmo tava escutando Alô dos Travessos sendo que nem sou tão chegada aos pagodes de hoje em dia. No geral eu ouço músicas que me confortam e me deixam tranquila, curto muito um Rap nacional também no estilo do Djonga, Froid, Filipe Ret e a linda Cynthia Luz.

May Calasans

O que você gosta de assistir?

May Calasans: Curto assistir séries da Netflix tipo Sex Education, Luna Nera, Sabrina.

Você está solteira?

Sim.

May Calasans

Se pudesse criar o seu par amoroso ideal, quais 3 qualidades você escolheria?

May Calasans: Respeitoso, leal e sincero.

Conheça a fotógrafa Doce Suicide

Nome: Tábaba Hisismit (Doce Suicide)
Instagram: @justdoce

Desde quando fotografa ensaios sensuais?
Minha primeira experiencia com a fotografia sensual foi aos 15 anos.
Eu havia ganhado da minha mãe uma câmera analógica alguns anos antes.
Fotografei uma amiga semi nua na garagem da casa dela, e lembro-me bem de indicar poses e arrumar ela durante o ensaio, engraçado porque hoje meu forte na fotografia é a direção. Minha caminhada estava começando naquele dia e eu não fazia ideia.bAos 17 anos arrumei meu primeiro emprego e foi num estúdio e laboratório fotográfico, desde então atuo nesse mercado.

Tem algum projeto em específico?
Sim! Tenho alguns e adoraria compartilhar todos aqui. Mas hoje quero contar sobre o projeto que estou criando para fotografar modelos plus size. Como disse acima, minha área preferida dentro da fotografia é a direção, e percebo que modelos plus size acabam não tendo seus ensaios tão explorados quanto ao de uma top model com um corpo escultural.
Minha proposta com o projeto é celebrar a beleza e ousadia dessas mulheres, e claro, abrir ainda mais espaço para as mesmas dentro do mercado de alt models e universo alternativo. Aliás, aproveitado o espaço, interessadas fiquem a vontade para entrar em contato comigo.

Qual você considera ser o maior desafio em fazer fotos sensuais?
Um ensaio sensual tem várias fases, e cada uma delas tem seus obstáculos.
Acho que o mais difícil é o processo de convencer uma mulher a abandonar os padrões e crenças que teve até então. Um ensaio sensual exige entrega. A modelo precisa se envolver, estar presente e confiante.
Então quanto mais liberta de qualquer TABU, melhor será o resultado do ensaio. Por isso antes de um ensaio sensual é importante ter uma conversa mais intima com a modelo. Conhecer e entender como ela se sente, o que ela busca.