Uma repórter da revista VIP passou praticamente 3 dias num cruzeiro observando a abordagem masculina e os erros e acertos dos rapazes na hora da conquista. Ela separou 10 tópicos e falou a respeito deles. Confira

A BEBIDA

Tente controlar a quantidade de álcool que você vai ingerir. Não vá com tanta sede ao pote – ou à garrafa -, especialmente se a festa vai durar várias horas (ou vários dias). Caras muito bêbados são inconvenientes, por mais que você se ache superlegal.

Mau exemplo:
apenas duas horas após o Vision of the Seas partir rumo a Ilhabela, dois sujeitos cambaleantes (e não era por causa do movimento do barco) passaram batendo nas portas das cabines (os quartos da embarcação) e gritando. A mulherada que saiu para o corredor para ver o que acontecia torceu o nariz.


O HUMOR

Fazer uma mulher rir confere vários pontos. Mas há muita diferença entre fazê-la rir por dizer algo espirituoso e bancar o palhaço. Tem coisas que só seus amigos acham engraçadas.

Bom exemplo: no restaurante, um cara aproveitou as mesas coletivas e sentou-se ao lado de uma loira. Engatou um papo sobre viagens e, falando sobre suas experiências em cidades do exterior, contou sobre algumas gafes que cometeu por não dominar a língua do lugar. Ela não parava de rir. Para ele – não dele.

Mau exemplo: no mesmo restaurante, um sujeito que estava em uma mesa com quatro amigos e mais três meninas enfiou um dos pães que estavam sendo servidos no couvert em seu dedão. Não satisfeito, tirou da cesta os outros pães e a colocou em sua cabeça. Os amigos morreram de rir. As meninas morreram de vergonha.

A reportagem completa está aqui