barbuda1
Harnaam Kaur, 23, é uma inglesa que trabalha como assistente de professora em escola primária e sofre da síndrome de ovários policísticos. Um dos sintomas das mulheres que sofrem dessa síndrome é o excesso de pelos e no caso de Kaur eles são constantes no seu rosto, braços e peito desde os 11 anos. Durante sua adolescência, a inglesa chegou a se depilar duas vezes por semana, também tentou clareamento e até mesmo fazer a barba com lamina de barbear, mas os pelos se tornaram mais grossos e começaram a se espalhar.
barbuda2
“Eu não queria mais remover o pelo do meu rosto, pois a maneira como Deus me criou foi essa, e estou feliz com a maneira como sou”, disse ela ao Mirror, justificando a decisão baseada na sua religião, que proíbe que as mulheres se depilem. “Me sinto mais feminina, mais sexy. Aprendi a me amar pelo que sou”, complementou. Apesar de muitas vezes ser confundida com um homem, ela diz que se sente muito mais feminina agora.