lulu
A fofoquinha do salão de beleza e dos banheiros femininos acaba de chegar ao mundo virtual aqui no Brasil. Eu explico, nos Estados Unidos cerca de 1 milhão de mulheres já estão construindo coletivamente um banco de notas acerca de homens com quem já tiveram algum tipo de relação – de amizade ou amorosa.

Restrito ao acesso de mulheres, as interessadas não terão grandes dificuldades em entrar para o clube. Basta baixá-lo no smartphone e permitir o acesso à conta de Facebook. Com isso, poderão selecionar o homem que desejam avaliar e, ainda, terão acesso às análises já feitas pelas demais. O último passo é responder uma relação de perguntas ligadas ao comportamento do homem em determinadas situações.

Funciona assim: a mulher baixa o app no seu smartphone. Ao permitir acesso à sua conta de Facebook, passa a enxergar imediatamente todos os seus amigos que estão na rede social, alguns deles já com notas dadas por outras usuárias. A mulher escolhe (selecionando a foto ou buscando pelo nome) o homem que quer avaliar e responde um questionário com perguntas divertidas – como “Se as piadas dele fossem dinheiro, você estaria…” – e, no final, o sistema calcula uma nota que vai estampada na foto do sujeito na rede.

Tanto as avaliações, quanto as visualizações e demais atividades permitidas pelo programa são totalmente anônimas, identificadas apenas pelo nível de relação com o pretendente (ex-namorada, amiga, ficante) que a usuária selecionou. Os homens não podem escolher entrar no sistema, estão lá automaticamente. Mas podem pedir para serem retirados do banco de dados baixando o app, que identifica o gênero de quem fez o download pelo link com o Facebook. Também é possível pedir pra sair acessando o site do Lulu.

Fonte: TechTudo