O ciúme de uma mulher chegou ao extremo na manhã desta quinta-feira (27) em Curitiba. Jaqueline Almeida é acusada pelo marido de atear fogo na residência onde o casal vivia com a filha pequena. A casa fica nas moradias Santa Rita, região do bairro Tatuquara.

O fogo começou de manhã e o Corpo de Bombeiros enviou três caminhões para o local, no entanto, só conseguiram evitar que as chamas atingissem as casas vizinhas. A residência do casal ficou completamente destruída.

O frentista José Carlos Pires Silveira, 32 anos, confirmou à que sua mulher teria ateado fogo na casa. “Só pode ser coisa do diabo. Ela me acusa de ter um caso com a minha chefe, mas isso não tem cabimento”, disse Silveira.

Ainda de acordo com o frentista, ele Jaqueline tiveram um discussão pela manhã. “Foi uma briga feia, mas não imaginava que ela faria isso. Fui trabalhar e mais tarde fui avisado do fogo”, afirmou. Ele conta que os móveis da casa eram novos. “Tínhamos acabado de comprar tudo”. Jaqueline fugiu levando a filha do casal.

Fonte: Paraná Online

Só podia ser coisa do Diabo