Para a maioria das mulheres entre 18 e 24 anos, sexo não precisa de amor. É o que mostra uma pesquisa feita com mais de mil pessoas cadastradas no site de relacionamentos ParPerfeito. Entre as meninas dessa faixa etária, 54,55% das entrevistadas responderam “não” à pergunta “Sexo só se for com amor?”. Para os rapazes da mesma idade, o resultado foi de 50%. Já é um bom pretexto para comemorar o Dia do Sexo, celebrado nesta quinta-feira (6).

A estudante de Desenho Industrial carioca Gabriela Barbosa, de 23 anos, se enquadra nesse perfil. Questionada se o sexo tem que ser necessariamente com um homem que ama, ela é enfática:

— Lógico que não. Sexo é um prazer, como comer chocolate, só que um milhão de vezes melhor. Biologicamente falando é até a mesma coisa, porque você libera quase os mesmos hormônios. A meu ver, você não pode se limitar a ter um prazer somente quando conhece uma pessoa a ponto de amar. Quando você ama, desenvolve uma relação a fundo com uma pessoa. Amar vem depois, uma consequência de intimidade, companheirismo… um longo tempo de relação. Se você for esperar amar a pessoa para transar, simplesmente não vai saber ao certo se ama ou não — explica a menina, que está namorando.

A designer carioca Fernanda Oliveira, de 24 anos, pensa igual. Solteira, ela conta que recorre a amigos para satisfazer suas necessidades sexuais, sem ter qualquer vículo afetivo:

— O sexo não precisa estar ligado ao amor. Hoje, nós mulheres já podemos falar que é uma necessidade biológica como beber água. Já fiz uso de amigos que se comprometem a só a transar e nada mais. No período estou solteira e tenho essa necessidade, é melhor que apelar apenas para brinquedinhos eróticos. O sexo sem amor existe e é importante, porque temos hormônios e somos animais — defende Fernanda, para quem o sexo pode ajudar a levar ao amor. — O sexo demonstra o seu íntimo maior, o que você é nua e crua, sem roupa. Já tive um relacionamento de uns dois ou três meses com um cara que transei no primeiro encontro e foi muito bom. Confesso foi que isso me deu vontade de continuar saindo com ele, de quem acabei gostando.

Fonte: O Globo



Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter