porno-alagoano
Hoje em dia está cada vez mais difícil manter uma banda de rock. Seja pelos downloads gratuitos, pela concorrência com as bandas clássicas e até pelo desinteresse por bandas novas. Viver de música está cada vez mais complicado. Para lutar pelo sonho de ser músico vale tudo! Até vender seus próprios pornôs caseiros.

Lobo, líder da banda alagoana Cheiro de Calcinha, grava, atua e vende filmes pornôs caseiros como “Pânico nas X*x*tinhas Alagoanas”, “Bimbadinhas em Maceió”, “Penetrando no Centro de Maceió” e “X*x*tinha Alagoana”. Tudo para manter seu sonho de ser músico. E ele não esconde que, durante muito tempo, sua única fonte de renda vinha dos seus pornôs caseiros.

“Não só a banda, mas as minhas despesas pessoais. Bancava também a produção dos novos filmes. Era um projeto apoiando outro. Atualmente não, mas teve uma fase que a produção e venda dos filmes era a minha única fonte de renda. Nos filmes o conteúdo é sexo explícito. Já as letras das músicas, que são irreverentes, obedecem limites. Umas falam de infidelidade, outras de amor, algumas tem um duplo sentido leve. De um modo geral é música de festa”

Fonte: Whiplash