simpsons
E, M, C, S, Q, U. As letras que Maggie, o bebê de Os Simpsons, empilha usando blocos de brinquedo no segundo episódio da franquia, exibido em 1989, seriam apenas uma combinação aleatória, não fossem elas uma homenagem à equação mais famosa da humanidade: E=MC², de Albert Einstein (em inglês, quadrado é “square”).

Simpsons e a matemática

O matemático britânico Simon Singh, Ph.D. em física, chegou a achar que estava vendo pelo em ovo quando, em 2004, começou a notar essa e outras referências a teoremas matemáticos no desenho. “OK, talvez eles nunca respondam”, ele diz ter pensado ao escrever um e-mail para David Cohen, roteirista de um dos programas de TV mais populares do mundo. Cohen não só confirmou a hipótese, mas respondeu mencionando outros exemplos na série. Em 2012, Singh viajou de Londres, onde vive, a Los Angeles, nos EUA, para entrevistar os roteiristas de “Os Simpsons”.

Da soma das entrevistas com a equipe nerd de escritores (há um Ph.D. em matemática aplicada por Harvard e o próprio Cohen é mestre em ciência da computação), o resultado é o livro “Os Segredos Matemáticos dos Simpsons”. O título, de 2013, acaba de ser editado no Brasil pela Record. Singh não foi o primeiro, e provavelmente não será o último, a buscar referências nas 27 temporadas do seriado. Em 2007, o livro “Os Simpsons e a Filosofia” (Madras, 288 págs, R$ 34,90) usou a vida dos habitantes de Springfield para explicar princípios da moral e do pensamento filosófico –o título de um dos capítulos é “Assim Falava Bart: Nietzsche e as Virtudes de ser Mau”.

simpsons-livros

Simpsons e a filosofia

Os Simpsons e a Filosofia traz uma série de análises a respeito da ironia e da irreverência da série. Profissionais da Filosofia e de outras áreas do saber reúnem-se para desvendar questões filosóficas levantadas pelos personagens, enredos e pensamentos da série, mostrando que pode haver seriedade por trás de um programa que vai muito além da história de um ‘bobão’ e sua família.

O programa nunca foi ingênuo: é conhecido pela crítica política e social. Mas que fosse sofisticado do ponto de vista matemático, isso foi uma surpresa para Singh, famoso em seu país após lançar o best-seller “O Último Teorema de Fermat” e dirigir séries que buscavam popularizar a sua ciência para a BBC. “Meu desafio não era achar novas referências em ‘Os Simpsons’, mas tentar transformá-las em uma narrativa que casasse com a história da matemática”, ele explica.

Com didatismo e ilustrações, o autor esclarece sua tese: “Os Simpsons” é o show mais refinado da televisão em termos científicos. “Muito mais que ‘Big Bang Theory'”, disse à Folha de São Paulo, comparando o desenho com a série famosa pelas alusões ao universo nerd.

Singh torna a aritmética acessível até para quem recorre à calculadora para somar 2 + 2. Antes de elucidar uma piada com o número irracional “pi”, ele explica como a humanidade (de Arquimedes a matemáticos chineses) levou séculos para chegar ao 3,14. Algumas piadas, porém, perdem a graça quando traduzidas –é o caso do episódio “Homer Torta” (2004), que depende da pronúncia do “pi” em inglês, idêntica à da palavra “torta”. O número também havia aparecido em “Adeusinho, boboca”, de 2001.

Simpsons e a ciência

Um olhar curioso sobre os mais famosos personagens das séries animadas de TV e sobre o que eles podem nos ensinar ? pode acreditar ? sobre genética, inteligência artificial, viagens no tempo, viagens no espaço, extraterrestres, física quântica, o efeito Coriolis e outros temas instigantes.

O livro de Paul Halpern extrai sabedoria e lições da vida real do desenho, indicando inclusive os episódios que exploram o tema das mutações genéticas; os perigos da exposição aos elementos químicos, ecologia, desenvolvimento, viagens espaciais, tecnologias e uma visa crítica sobre a ciência e sua aplicação na vida diária.

Não é toda hora que encontramos um livro sobre ciência que nos fazem rir; como o próprio desenho, este é um livro divertido e inteligente. Assim muitos espectadores foram além dos episódios de Os Simpsons em busca de mais informações sobre ciência, filosofia. antropologia… E quantos e quão relevantes temas científicos foram tratados por Homer e companhia em Springfield: usinas nucleares, robótica, genética, viagem no tempo, corrida espacial, alimentos geneticamente modificados… E é por esse motivo que temos de saudar a publicação de Os Simpsons e a Ciência, afinal, aprender se divertindo com a família mais maluca de Springfield é, certamente, bem legal

 

LivroOs Simpsons e a Ciência – O que eles podem nos Ensinar sobre Física, Robótica, Vida e Universo
Autor: Paul Halpern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2008


Livro
Os Simpsons e a Filosofia
Autores: Aeon J. Skoble, Mark T. Conard, William Irwin
Editora: Madras
Ano: 2007


Livro
Os Segredos matemáticos dos Simpsons
Autor: Simon Singh
Editora: Record
Ano: 2016