Curta muito legal e muito bem produzido, que conta a história do amor de um homem pelo seu bigode.

“Carlinhos, meu filho, homem que é homem tem que ter bigode. E barriga.”