A história dos videoclipes data do começo do século passado. Ainda que mudos, os primeiros “pequenos filmes” datam da evolução do cinema na década de 1920 e de lá para cá, tudo evoluiu muito, claro. Os clipes musicais começaram a frequentar as telas com mais popularidade a partir da década de 1960, ainda que muito pontualmente. Nada absurdo.

A popularidade mesmo aconteceu com a fundação da MTV na década de 1980, e foi a partir dali que começaram a dar mais atenção ao formato. Antes, obviamente, clipes já eram lançados para promover singles e álbuns, mas não com tanta frequência.

Bom, a partir disso é tudo história, mas como é de praxe, a internet mudou tudo e abriu um leque de possibilidades. Duas delas são o lyric vídeo, que nada mais é do que um pré-clipe, com as letras da música passando na tela. É um formato que eu acho bem legal, mas não é dele que vamos falar aqui.

Nosso assunto são os clipes não-oficiais. Aqueles clipes lançados pelos artistas tempos depois do lançamento oficial, feitos por fãs ou até prestando tributo.

Muitas vezes esses clipes são mais legais do que os originais e, sem mais delongas, vamos a eles!

Aerosmith – Dream On (tributo aos mortos e feridos na Maratona de Boston)

Vou começar arrancando lágrimas de vocês! É o seguinte, em 2013, aconteceu um atentado na tradicional Maratona de Boston, matando 3 pessoas e ferindo 170. Um ano depois o Aerosmith, personificado por Steven Tyler e Joe Perry, se uniram ao Coral do Sul da Califórnia e gravam um novo clipe de “Dream On” em tributo às vítimas.

Green Day – She (Lego Version)

Os clipes feitos com Lego já ganharam o mundo e muitas bandas já os fizeram! Um dos mais legais é o de “She”, clássico do Green Day e que comandou o disco Dookie (1994) e transformou a banda num fenômeno do punk dos anos 1990.

4 Non Blondes – What’s Up (Sense 8)

Se você já viu a primeira temporada de Sense 8, série do NetFlix, então certamente se emocionou com a nova versão do clipe de “What’s Up”, megahit do 4 Non Blondes. Nele todos os personagens cantam a música ao mesmo tempo em seus países de origem e ficou sensacional!

The White Bufallo & The Forest Rangers – Come Join The Murder (Sons of Anarchy Tribute)

E falando em séries, Sons of Anarchy pra mim, é a melhor delas e claro que não poderia faltar um clipe! No fim da série Jax se despede de seus companheiros de SoA ao som de “Come Join The Murder” do The White Bufallo & The Forest Ranges. É de chorar!

Phoenix – Lisztomania

“Lisztomania” é um dos grandes hinos indies desde que foi lançada pelo Phoenix no disco Wolfgang Amadeus Phoenix (2009). Pouco tempo depois ela ganhou um clipe que presta tributo a filmes dos anos 1980 como “Clube dos 5” e “Curtindo a vida adoidado”, que ficou muito, mas muito legal!

Metallica – One

Não vamos dizer que este é um clipe não-oficial mas ela entra na lista mesmo assim. O que acontece é que esta é a versão completa do clipe de “One” do Metallica. O que acontece é que o vídeo teve que ser editado (reduzido) para a TV, pois, além da música ser longa, ainda são mostradas cenas do filme “Johnny Got His Gun”. A versão mais conhecida é a que não tem cenas do longa.

Slipknot – ‘Til We Die

‘Til We Die nem mesmo foi um single do Slipknot ou teve um clipe lançado, mas a música ganhou um vídeo pelas mãos de um fã clube brasileiro em tributo ao baixista Paul Gray, falecido em 2010. Muito bom!

Cage The Elephant – Shake Me Down

Esse é um estilo de clipe que gosto muito, o que mostra cenas de bastidores, shows, vida pessoal e por aí vai. “Shake Me Down” é um dos singles do segundo disco do Cage The Elephant, “Thank You, Happy Birthday” de 2011. Acho melhor que o clipe oficial.

Pearl Jam – Just Breathe

Essa é uma das melhores músicas do Pearl Jam e como na semana deste texto eles estão em turnê pelo Brasil, claro que não poderia faltar, né? O clipe oficial mostra a banda ao vivo, já este mostra mais cenas de bastidores.

Guns n’ Roses – Civil War

Com certeza uma música com uma pegada tão forte merecia um clipe. Oficialmente ele não veio, mas a internet tratou de consertar o erro e com cenas e fotos que retratam inúmeras guerras pelo mundo, o vídeo até que ficou legal.

Zac Brown Band feat. Dave Grohl – The Muse

Gravar com a Zac Brown Band foi uma das coisas mais legais que o Dave Grohl fez nos últimos anos e de lá saiu a linda “The Muse” (cover do The Wood Brothers). A faixa ganhou um clipe não-oficial pelas mãos de Chris Dillon como um tributo ao seu pai, falecido em 2010.

Slayer – Bitter Piece

Bitter Piece é uma das faixas mais matadoras do Slayer e ganhou um clipe não-oficial feito por um fã. O vídeo mistura cenas da banda tocando com cenas de guerra. Pedrada digna de Tom Araya e Cia.