A coluna dessa semana é pedrada! Lembrei esses dias de uns supergrupos do rock que merecem ser ouvidos! Uma pena que eles durem tão pouco – geralmente um disco -, mas são o suficiente para marcar e deixar a gente na vaga esperança de um show por aqui.

Fato é que quando grandes nomes do rock, seja de qual estilo for, se unem geralmente sai muita coisa boa. Seja pela fanfarra, homenagens ou apenas em um show, essas big bands sempre dão o que falar e aqui a gente lista as essenciais que todo mundo precisa ouvir!

Saint Asonia

Talvez o mais novo dessa lista, o Saint Asonia é composto por Adam Gontier (ex-vocalista do Three Days Grace), Mike Mushok (guitarrista Staind ), Corey Lowery (ex-baixista do Dark New Day) e Rich Beddoe (ex-baterista Finger Eleven). Eles gravaram seu primeiro disco em 2016, que leva justamente o nome da banda. O vocal de Gontier é facilmente lembrando pela sua época de Three Days Grace e eles seguem justamente a linha postgrunge que rolou do meio para frente da década de 90.

Vale ouvir Better Place:

The Hollywood Vampires

Este é o supergrupo mais velho desta lista, com certeza. O Hollywood Vampires se formou lá nos idos dos anos 60/70 com uma reunião dos roqueiros mais fodas da época no Rainbow Bar and Grill em Los Angeles. Só para vocês terem uma ideia, as reuniões tinham nomes como John Lennon e Ringo Starr d’Os Beatles, Harry Nilson e Keith Moon do The Who, além do comandante da parada toda, titio Alice Cooper. Bom, fato é que décadas depois eles tão encaminhando seu primeiro disco, um tributo aos grandes nomes do rock e uma ou outra música própria e hoje quem encabeça a banda nos shows é Alice, claro, Joe Perry (Aerosmith) e Johny Depp (sim, o ator). Isso sem falar que eles vieram ao último Rock In Rio que rolou em dezembro.

Vale ouvir School’s Out/Another Brick In The Wall pt. 2

The Legend of the Seagullmen

Junte um cara de três bandas de estilos diferentes e um diretor de cinema como produtor do disco e você tem o The Legend of the Seagullmen. O supergrupo é formado por Brent Hinds do Mastodon, Danny Carey do Tool, Dimitri Coats do OFF! e o diretor de cinema Jimmy Hayward (o diretor). Essa doideira toda se junto este ano e lançou seu primeiro disco entre uma turnê e outra, um filme e outro.

Vale ouvir Ships Wreck:

Art of Anarchy

Não bastou Scott Weiland ter sido parte do Velvet Revolver com os ex-membros do Guns n’ Roses, ele tinha que fazer parte de um outro supergrupo animal antes de sua morte. Este é o Art Of Anarchy que, diga-se, Weiland fez “doce” dizendo que não era parte da banda, mas no fim das contas assina os vocais. O grupo ainda tinha os irmãos Votta Jon e Vince na guitarra e bateria, respectivamente, John Moyer do Disturbed no baixo, Ron “Bumblefoot” Thal do atual Guns n’ Roses na guitarra. Tá bom, né?

Vale ouvir ‘Til The Dust Is Gone

Teenage Time Killers

Esse é, com certeza, o que eu mais gosto. Essa bandassa é encabeçada por Reed Mullin, baterista do Corrosion of Conformity, e Mick Murphy, guitarrista do My Ruin. Mas é o seguinte, para o seu, até agora, único disco, nomes como Corey Taylor (Slipknot/Stone Sour), Dave Grohl (Foo Fighters), Nick Oliveri (ex-Queens Of The Stone Age), Jello Biafra (Dead Kennedys), Matt Skiba (Alkaline Trio/Blink 182) e mais uma galera das boas. Acho que esse é o nome de disco com mais sentido para uma banda: “Greatest Hits Vol. 1”. Esperamos que seja apenas o primeiro mesmo.

Vale ouvir Hung Out To Dry feat. Randy Blythe (Lamb of God):

Bom, é isso aí, essa foi a nossa primeira parte com 5 supergrupos do rock que você precisa ouvir! Logo, logo tem mais.