Home Música BJ The Chicago Kid, good vibes do R&B

BJ The Chicago Kid, good vibes do R&B

Mesmo que BJ the Chicago Kid pareça ser um novo rosto no cenário do R&B, o rapaz de Chicago trabalha no meio musical há quase uma década, sendo compositor e cantor, misturando seus estilos em trabalhos de criação nos bastidores para Stevie Wonder e Kanye West. 

BJ The Chicago Kid

BJ The Chicago Kid

Desde que surgiu no cenário, a discografia de BJ trouxe inúmeras participações de peso em seus álbuns, Solange (a irmã de Beyoncé), Rapsody e Anderson. Paak são alguns dos nomes.

História

Nascido no sul de Chicago, BJ ( Bryan James Sledge ) encantava os coros de sua igreja, inspirado pela cantora Janet Jackson decidiu seguir carreira musical, quando tinha 19 anos se mudou para Los Angeles para ser back vocal da cantora gospel Mary Mary.

Isso abriu as portas para BJ, que logo participou na músicaA Time to Love” de Stevie Wonder e “Impossible” de Kanye West, sem esquecer suas composições outros artistas R&B e gospel.

Carreira

Bj the Chicago Kid – Turnin Me Up

Em 2009, Sledge assumiu seu nome artístico, BJ the Chicago Kid, para lançar sua primeira mixtape, A Taste of Chicago. BJ ganhou reconhecimento depois de participar na música de ScHoolboy Q, “Studio” ficou no Top 10 das paradas R&B/ Hip Hop da Billboard em 2014. Fora seu lançamento pessoal de Pineapple Now-Laters recheado de essências do gênero.

O álbum de estréia In My Mind (2016) pela gravadora Motown trazia uma parceria com  Kendrick Lamar, Chance the Rapper e Big KRIT, grandes nomes.

O álbum revive toda a essência e o poder do R&B, sem esquecer que é um grande presente de estreia de BJ, ele recebeu indicações para o Grammy de 2016 incluindo a faixa “Turnin ‘Me Up” como Melhor Performance de R&B. 

BJ The Chicago Kid – Good Luv’n

Segundo o próprio BJ, seu som vem da igreja, mas suas histórias nas letras são experiências pessoais com a vida e estando nas ruas. Nos últimos anos ele marcou presença em parcerias musicais nos álbuns de Common , Solange, Rapsody e Anderson .Paak.

Seu último álbum 1123 (2019) é uma homenagem aos cantores clássicos como Marvin Gaye, um verdadeiro espetáculo musical para seu gênero. O vocal suave de BJ favorece a uma experiência de sintônia que entrega excelentes músicas sobre o cotidiano, com uma alma que oscila entre o retrô e moderna do R&B.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ