Ninguém em sã consciência contestaria o fato de que o vocalista do Queen, Freddie Mercury era um vocalista fantástico.

Freddie Mercury

O cara conseguia cantar qualquer tipo de música, é só comparar “Crazy Little Thing Called Love” com “We Are the Champions”, músicas nas quais ele soa como cantores diferentes. Ou seja: 0 cara era [email protected]#$.

Mas dizer que ele foi o maior cantor de todos os tempos é principalmente uma questão de opinião, certo?

Ainda assim, para alguns pesquisadores europeus a resposta é não.

De acordo com estudos conduzidos bem antes do lançamento do filme Bohemian Rhapsody, Freddie Mercury foi o grande sucesso de todos os tempos, e eles têm como provar isso.

 

Estudo sobre Freddie Mercury:

Os investigadores de voz checos e suecos Christian T. Herbst Stellan Hertegard, Daniel Zangger-Borch e Per-Åke Lindestad fizeram uma análise acústica da voz de Mercúrio e descobriram que o seu vibrato era verdadeiramente diferente dos cantores de formação clássica (ópera).

Segundo os pesquisadores, os cantores de ópera fazem seus tons “mais vibrantes” e esse vibrato fica em torno de 5,5 a 5,6 Hz. Mas o vibrato de Mercury era de frequência mais alta – cerca de 7,0 Hz e tinha uma irregularidade na assinatura – uma espécie de “impressão digital vocal” que só podia ser de Freddie Mercury.

 

Veja também:

Ouça Bohemian Rhapsody em 42 estilos diferentes

Rock de protesto – 8 bandas de viés político

 

Sejamos realistas: o estudo simplesmente descobriu que não havia como reproduzi-lo ou mesmo imitar adequadamente o estilo da cantor.

O cara era único e todo mundo concorda que nunca haverá outro Freddie Mercury.

Mas o “melhor cantor de todos os tempos” será diferente para cada pessoa e cada cultura.

Não há uma maneira real de definir isso com a ciência e que sentimos falta de Freddie, isso é senso comum.

 




Leia também