Home Música Sean Rowe – Altamente poderoso

Sean Rowe – Altamente poderoso

Não gosto muito de ficar preso a um tipo específico de música, sempre que posso e tenho oportunidade gosto de caminhar por diversos gêneros e descobrir coisas novas, às vezes isso rende muito , como é o caso do fantástico som de Sean Rowe.

Sean Rowe

Sean Rowe

A voz surpreendente de Sean ecoará por seu ouvido, o cantor respira o estilo folk de uma maneira alternativa e surpreendente, mas que não deixa de possuir influências de John Lee Hooker, Greg Browne e Wilson Picket.

Engraçado que Sean não nasceu no Texas que é o berço do folk e country, o cantor vem de Troy, Nova York. Aliás, foi durante sua adolescência que descobriu o blues de Maddy Waters e Hooker, como também o inesquecível soul de Marvin Gaye.

O amor pela música era inabalável que Sean Rowe fez questão de aprender a tocar violão quando jovem para conseguir dominar as canções dos seus artistas favoritos, além de escrever suas próprias letras.

Enfim, quando tinha 18 anos, Sean Rowe tocava em bares locais e tinha material suficiente para uma hora de apresentação, como também covers de outras bandas, rapaz era bravo.

Entretanto, não é apenas em cantores reconhecidos que Sean Rowe traz inspiração para escrever suas músicas, durante sua adolescência Sean Rowe descobriu o livro The Tracker do escritor Tom Brown, a leitura o influenciou drasticamente a conhecer profundamente a natureza, especialmente as florestas, onde ficava indagado com tamanha beleza que originaram diversos de seus sábios versos.

Carreira

Sean Rowe

Quando tinha 25 anos estava tão confiante de sua experiência musical que lançou seu primeiro álbum 27 (2003). Para divulgá-lo começou a fazer turnês, ganhou a oportunidade de abrir os shows de 2010 da banda Noah and the Whale.

Ao retornar para sua casa, Sean Rowe se aprofundou ainda mais em questionamentos filosóficos sobre a vida na natureza. O cantor estava tão focado em descobrir sobre esse mundo que foi morar na Hawk Circle Wilderness Education (uma escola de sobrevivência ao ar livre) por um ano inteiro.

Durante esse ano na natureza, afastado de toda vida urbana, Sean Rowe escreveu as músicas do álbum Magic (2011) que foi aclamado pela crítica. O que acabou culminando um ano depois no álbum The Salesman and Shark (2012).

Não é apenas em sua voz que vemos seu poder musical, Sean Rowe tem um jeito bem peculiar de tocar violão e guitarra que é extremamente arrasador. Embora, seus ótimos álbuns tenham sido profundos, o cantor explorou algo mais tranquilo e brilhante em Madman (2014).

Para o último álbum New Lore (2017), Sean Rowe misturou toda suas experiências ao longos dos anos, essa visão foi propriamente autoral, visto que gravou tudo sozinho em sua própria gravadora e não podemos negar que é um dos seus melhores trabalhos.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ