Há coisas que, de uma forma bem equilibrada, são essenciais na vida. Tem essencialidade equivalente ao silêncio na hora do jogo, ao petisco, a vitória do seu time e o sofrimento do seu amigo botafoguense. A insegurança é uma delas, dentro de sua naturalidade inerente ao ser humano, ela é normal. Quando ela te inferioriza e te controla, ou você está com problemas, ou você é mulher.

Note que grandes problemas da humanidade foram causados por essa insegurança. Hoje, ao invés de estarmos aproveitando o paraíso, sem problemas, sem pauta e sem trabalho, estamos aqui, esperando acabar o expediente. A culpa é de quem? Culpa da primeira, e não menos insegura, mulher que existiu. Eva, no auge de sua insegurança, conseguiu imaginar que Adão, aquele canalha, ou estava com outra, ou estava desinteressado nela. Eva lembrou que só haviam os dois no mundo e concluiu que estava gorda. E, ao invés de conversar e tentar esclarecer as coisas, não! Ela ouviu conselhos e resolveu fazer dieta. Foi comer maçã, e cá estamos nós, esperando dar seis horas da tarde, sem paraíso.

Eis que a genética saiu distribuindo essa característica para todas as mulheres que existiriam a partir dali. Hoje, esse sentimento de instabilidade, de não estar bem consigo mesma, está presente em quase todas. E as que são seguras e cheias de si, nunca foram chamadas de gordas. E mesmo quando elogiadas, não acreditam, teimam em enaltecer as piores partes e acreditar que está tudo errado, que elas têm algum problema. Essa insegurança exacerbada te deixa a mercê de qualquer opinião. Conselhos furados, pessoas irrelevantes e conclusões infundadas, existirão aos montes. Tenha bom senso. Ouvir conselhos ou opiniões é a mesma coisa que comprar cerveja, você não vai aceitar qualquer uma que o vendedor lhe oferecer. Você irá avaliar e selecionar, antes de gastar seu precioso dinheiro, para degustar um bom suco de cevada. Se você não faz isso, bem, desejo sorte.

A vida correrá assim. O desacordo sempre estará presente. Sempre haverá alguém que não entendeu, sempre haverá alguém que não sabe analisar as coisas e critica por criticar, sempre haverá um Sonnen falador pra dizer que vai te encher de porrada. Se essas críticas se juntarem a sua insegurança e tomarem conta de você, meu amigo, a sua vida será regrada pelas outras pessoas. Em sua maioria, é falácia, é negativo e usado só para lhe atingir. Tenha em mente do que você é. Não mude na primeira crítica, não abaixe a cabeça pro primeiro que discordar de você e não vá fazer dieta só porque disseram que você está gordinha.

Então, se você não for uma mulher que está escolhendo um vestido para um encontro, deixe a insegurança de lado. Se você for, será que esse ficou bom mesmo? Tem certeza que ele não te deixou gorda? Vista qualquer um, tenho certeza que você vai agradar mais sem nada, do que com o seu melhor vestido.

Para mais opiniões bem embasadas como essa, siga o André Filho no twitter