A mulher que ama futebol, não só existe, como está espalhada por todo nosso país e mundo. Alguns desavisados, tentam: “Ahh! Só gosta por causa do pai!”, “Com certeza é influência do irmão!”, “Isso é só pra agradar namorado.”. Negativo. Como todos nós, homens, a mulher que ama futebol também foi apresentada a este esporte por alguém. Mas, a chama que arde em seu peito e o grito que arranha a sua garganta não pode, nunca, ser medido ou julgado por alguém.

É no campo, na TV, no radinho. Já vi mulher torcendo até em salão de beleza, gritando gol e sem deixar a manicure borrar a unha. Amor, meus amigos, não tem exclusividade de sexo. A mulher que coloca a camisa do seu time e vai pro campo torcer, deve ser respeitada! Ela, tal qual cada um de nós presente no estádio, está ali por amor ao clube, às cores e à camisa. Não é porque ela se penteia, ou usa maquiagem, que o amor dela é menor do que o seu. Não é porque você grava toda a escalação do time, que ela não torce tanto quanto você.

mulheres-que-amam-futebol
E sabem de mais uma coisa? O amor delas é um pouco mais otimista. Não sei se me falha a observação. Mas é mais fácil o homem sair de cabeça baixa do estádio do que a mulher. Ela não, ergue a cabeça, tufa o peito, xinga um pouco, e, no fundo, talvez seja aquela coisa de sexto ou oitavo sentido que elas têm, ela sabe que o nosso clube sairá dessa. Nem os jogadores sabem. Ela já viu tudo.

Ah! E a mulher que ama futebol não é enciclopédia. Ninguém o é, na verdade. Encher uma mulher de pergunta, só para testar seu verdadeiro gosto pelo futebol, é tão legal quanto arrancar um dente sem anestesia. Você é melhor do que isso, não precisa toda hora ficar perguntando sobre o que é um impedimento. Nem eu sei como essa merda acontece direito.

A mulher que ama futebol não pode ser sufocada! Seu canto deve ecoar pelo estádio e conquistar mais e mais adeptos, mais e mais apaixonados. Se conheceu através do pai, tio, tia, irmã, avó, tanto faz! O que importa é que ela está ali, ou na internet, ou na TV, como qualquer outra pessoa que só quer torcer e ser feliz com o seu clube.

LEIA TAMBÉM: Mulher, futebol e outras histórias de amor (pelo esporte)