poker
Muita gente diz que começou a gostar de poker ao vê-lo nos programas de TV. Aquelas montanhas de dinheiro, as inúmeras fichas nas mesas e os jogadores passando blefes homéricos despertaram em muitas pessoas uma vontade grande de aprender aquele jogo disputado com duas cartas que parecia ser tão divertido. E isso começou faz muuuuuito, muito tempo aqui no pais…

Não tenho certeza da timeline dos eventos, mas preciso citar pelo menos 3 acontecimentos que foram grandes para o poker aqui no Brasil. E não posso seguir adiante sem mencionar a história do meu grande amigo Sergio Prado. Assim que ele ingressou na ESPN, houve uma reunião para definir quem ficaria responsável por cada esporte. Essas reuniões eram conhecidas por deixar alguns zangados, já que cobririam esportes que consideravam menos interessantes. Sergio Prado em certo momento levantou e diria que ficaria com qualquer um desses esportes desde que pudesse cuidar do poker. Surpresos, todos disseram que de longe esse era o “pior” tema para decidirem. Ele riu e começou a mudar o rumo das transmissões esportivas no país, no que diz respeito ao poker. Ao lado de Ari Aguiar, outro grande amigo, eles levaram ao público da TV grandes emoções com torneios de poker ao redor do mundo, como a WSOP e o PCA.

Outro fato é um pouco mais recente. O BSOP anunciou sua temporada de 2010 com um slogan: “Você na TV”. Com um acordo com patrocinadores, o poker do Brasil ganhava espaço no canal de esportes mais prestigiado do mundo. Ver os jogadores Brasileiros disputando grandes potes na TV trouxe ao jogo mais uma nova leva de jogadores que buscavam as emoções das disputas e as premiações generosas. Hoje as disputas do Campeonato Brasileiro de Poker são exibidas no Bandsports, que também exibe um programa de entrevistas e é atualmente o canal que mais abre espaço para o poker nacional.

E já conhecido por levar o poker a muitos fãs nas transmissões da internet, meu grande irmão Victor Marques também mudou um pouco as transmissões esportivas na TV. Seja entrevistando grandes nomes do nosso esporte da mente, narrando de forma emocionante as jogadas ou apresentando o programa como âncora, ele é o nome mais lembrado quando falamos de transmissões esportivas de poker nesse país, de forma muito justa.

Em comum a todos os torneios que vão parar na TV estão alguns pontos: o tamanho do evento, já que normalmente somente os maiores vão atrair a atenção do público; a premiação, uma vez que dinheiro sobre a mesa é algo que realmente chama a atenção; a importância dos jogadores que estão disputando a mesa final, pois é uma forma segura de garantir que as disputas terão a dose certa de emoção; e por fim, mas não menos importante, a possibilidade de os comentaristas poderem explicar de forma mais técnica o que está acontecendo, usando uma linguagem mais simples e direta. Preste atenção e verá que tudo isso acontece enquanto você assistir ao próximo programa de poker na TV.

Podemos continuar o papo sobre isso no Twitter, se tiverem alguma dúvida ou sugestão. E nos vemos semana que vem!