global-poker-league-equipes
A Global Poker League, competição que promete balançar o meio do poker, teve os nomes, cores, logos e os capitães de todas as doze equipes divulgados. O objetivo da liga é ampliar o alcance da audiência do poker, incentivando um maior engajamento dos fãs através de formatos de jogo inovadores e dinâmicos.

A competição deve durar 14 semanas e as equipes serão divididas em duas conferências: América e Euro-Ásia. Nos eventos ao vivo, a Global Poker League vai colocar os competidores em um cubo de vidro no centro de um palco. Lá dentro, eles vão utilizar cartas virtuais e fichas reais. A plateia vai poder ouvir tudo que é dito no cubo, sendo que os jogadores não podem ver nem ouvir o público.

Os capitães serão os responsáveis por selecionar os outros membros de suas equipes entre os 1000 melhores colocados no ranking GPI, num sistema de draft similar ao que ocorre nos esportes americanos. As escolhas acontecerão em 25 de feveireiro, num evento que será transmitido ao vivo pelo Twitch e contará com a apresentação de Kara Scott e comentários de Phil Hellmuth e Daniel Negreanu.

O representante brasileiro será o craque André Akkari, que comandará o São Paulo Metropolitans, ou SP Mets. Akkari é o melhor brasileiro no ranking do Global Poker Index. A escolha dos representantes foi baseada não só em seus desempenhos nas mesas, mas também na habilidade em liderar um time e no comprometimento para investir seu tempo na liga.

global-poker-league-andre-akkari
Confira as 12 equipes e seus capitães:

Berlin Bears – Philipp Gruissem
Honk Kong Dragons – Celina Lin
Los Angeles Sunset – Maria Ho
Las Vegas Moneymakers – Chris Moneymaker
London Royals – Liv Boeree
Montreal Nationals – Marc-Andre Ladouceur
Moscow Wolwerines – Anatoly Filatov
New York Rounders – Bryn Kenney
Paris Aviators – Fabrice Soulier
Rome Emperors – Max Pescatori
San Francisco Rush – Faraz Jaka
São Paulo Metropolitans – André Akkari

Fonte: Super Poker