Quando o Edu me convidou para fazer parte do time do Blog e escrever as minhas visões sobre o poker, eu vibrei. Não era a toa, são mais de 1 milhão de pessoas que curtem no Facebook, um número incrível de views diários e a oportunidade de falar sobre o esporte da mente que tanto amo. Um milhão de ideias passaram pela minha cabeça e passam todas as segundas-feiras, dia que antecede a coluna ir ao ar, todas as semanas. E até hoje eu sinto o mesmo frio na estômago quando começo a pensar no que dizer.

Uma das coisas legais que rolou foi o número de pessoas que tiveram um primeiro contato com o poker através dessa coluna. Muitos vieram até meu Twitter pessoal agradecer, pedir dicas e enviar sugestões para que eu pudesse compartilhar um pouco do que eu sabia por aqui. Desde já agradeço todos esses que se propuseram a continuar a conversa por lá, é o sinal de que estava conseguindo despertar e atingir em cheio mentes prontas para um novo desafio.

Em paralelo, desenvolvemos no PokerStars uma pequena comunidade com mais de 700 jogadores, que estavam prontos para disputar mãos em nosso home game. O jogo por lá esfriou, infelizmente, muito pela falta de tempo para motivar e desafiar os amigos e conhecidos que estão por lá. De antemão, já posso avisar: vocês verão a volta dos jogos por lá, com premiação garantida mensal. É pouco – o valor deve chegar a 200 dólares mensais – mas já é um incentivo para quem quer um passo adiante nesse desafio. Todos que estão por lá e quem mais vier depois poderão participar e tentar lucrar nos jogos. Mas isso eu falarei bem em breve, assim que nossa parceria com o … (não posso falar nomes, ainda) sair e estiver 100% fechada.

O poker está maior do que nunca no mundo e, ao menos por aqui, ele veio para ficar. Agradeço demais ao Edu pela oportunidade e estou aqui hoje para garantir que vocês também poderão ir mais a fundo nesse jogo tão apaixonante. Preciso antes, contudo, que vocês me mandem mais feedbacks. Estão gostando dos temas? Estão satisfeitos ao terminarem a leitura semanal? O que sentem falta por aqui, que poderia ajudar a coluna a ir mais além? Alguma ideia, sugestão ou dica de ações que poderíamos fazer? Eu quero saber o que vocês pensam, hoje. Me ajudem, me falando lá no Twitter ou aqui nos comentários quais ideias passam em suas mentes.

Hoje é dia de trocar de lugar. Sou eu que estou aqui, pronto para ouvir o que cada um de vocês tem a dizer. E que isso renda belos frutos a todos nós. Conto com vocês!

justplay