aakari
Alexandre Gomes, Andre Akkari e agora Thiago “Decano” Nishijima. 3 Brasileiros conseguiram chegar ao ponto mais alto do pódio durante torneios da WSOP, que é considerado o Campeonato Mundial de Poker. Cada uma dessas vitórias surgiu para coroar um momento distinto do país em sua batalha pelo poker e esse é um ótimo momento para relembrar cada um deles. Senta que lá vem a história.

Alexandre Gomes deu início a essa história em 2008. 6 meses antes da vitória, ele decidiu largar a sua profissão – era advogado – para se profissionalizar no esporte da mente. O Brasil vivia o início do seu boom no poker e o número de jogadores crescia mês a mês. Ele já vinha de uma mesa final de PCA, um dos torneios mais técnicos e difíceis do mundo, além de ter vencido uma etapa do WPT. Um dos maiores destaques do Brasil mostrou a todos nós que era possível ser vencedor nesse jogo e que tecnicamente estávamos prontos para brigar por grandes títulos no circuito mundial. E isso impulsionou muitos títulos que vieram depois desse, para diversos grandes jogadores.

A história do título de Andre Akkari mostrou um outro ponto importante para jogadores Brasileiros. Já estávamos em 2011 e após chegar até a mesa final o jogo foi interrompido enquanto sobravam dois jogadores e o nosso ídolo estava perdendo com uma diferença de 3 para 1 em fichas. Ele tem uma história incrível sobre essa final, que inclui sua filha sonhando com o bracelete e outras particularidades. Não dá pra dizer que o Brasileiro entrou melhor no dia seguinte mas dá para dizer com toda a certeza: ele venceu o desafio. A superação, que no poker é importante em todos os momentos em que um jogador poderia se abalar, foi o combustível do segundo bracelete Brasileiro.

Já Thiago Decano veio para coroar um novo momento do poker. A competitividade e a parte técnica já são comprovadamente importantes em 2015, mas é preciso de um pouco mais do que isso para ser vencedor. E sobre esse quesito talvez não tenha alguém mais indicado para ser exemplo do que o nosso novo campeão. Estudando sempre, formando novos jogadores em seu curso que certamente serve para que ele mesmo esteja dia a dia reavaliando seu conhecimento, rodando o circuito mundial live e jogando os maiores torneios online, esse título mostra que quem se prepara e também corre atrás chegará ao resultado que espera. Decano ficou com o título que serve para premiar sua carreira movida a garra e dedicação.

São 3 braceletes até o momento. Mas não só sabemos como temos absoluta certeza de que existe potencial para muito mais. Temos grandes jogadores que dedicam suas vidas ao estudo e ao entendimento de um esporte que muda de tempo em tempo e eles estão preparados para nos representar de forma honrosa. Não vai demorar para o próximo bracelete vir para o Brasil e teremos ainda mais certeza de que outros virão.

Eu, você ou algum amigo nosso pode ser o próximo campeão do mundo de poker. Agora já conhecemos o caminho e podemos nos preparar para esse momento. E agora eu pergunto: vamos buscar a vitória? Vamos!