Por Fran Vergari

Você já deve ter lido algo parecido por aqui. Eu mesma escrevi essa matéria, inclusive: “Mulheres trocam sarados por barrigudos“. As mulheres são muito dinâmicas, estão em constante atualização por isso estamos sempre atualizando, a quem interessar, sobre as mudanças inquestionáveis e quase impossíveis de acompanhar das mulheres.

Nesses últimos tempos circulou um texto em que a universitária americana Mackenzie Pearson explicava por que as mulheres amavam o estilo “pai de família” (Why Girls Love The Dad Bod). O termo em inglês é “dad bod”, que se refere ao homem que faz exercícios ocasionalmente, mas não tem vergonha da barriga. “O dad bod diz ‘Eu vou à academia de vez em quando, mas eu também bebo bastante nos fins de semana e não dispenso oito pedaços de pizza de uma vez’”, escreveu Pearson em um blog.

dad-bod-di-caprio

É um tipo bem específico de homem mesmo, desta vez as mulheres foram certeiras, baseadas na teoria de que os homens casados, depois de terem um filho, não precisam mais se preocupar tanto com o corpo. Esse cara é o que joga bola com os amigos de fim de semana, mas não abre mão de um bom churrasco; vai à academia quando pode e não recusa uma cerveja. Talvez esse seja o físico mais próximo da realidade, convenhamos, e atrai as mulheres pelo equilíbrio entre os dois extremos (sarado e gordinho).

dad-bod-ceni

Outro ponto que ganhou destaque na argumentação da americana é o fato de que homens assim não deixam as mulheres tão inseguras em relação ao seu corpo. Ou seja, exatamente o que falamos na matéria dos barrigudos: as mulheres não se sentem bem com o próprio corpo quando estão com homens sarados. Parece que as mulheres têm receio de sair com caras sarados e eles começarem a cobrar que elas também sejam gostosas e tenham o estilo de vida igual ao deles.

 

Então, se você se interessou pelo estilo, se identificou ou está pensando em adotá-lo, vamos a algumas perguntas e respostas importantes:

– Quais alguns exemplos de “dad bod”?

Agora que você já sabe o que é na teoria, colocamos alguns exemplos pelo texto para ilustrar melhor. Vão desde Seth Rogen, Leonardo DiCaprio e Adam Sandler até Rogério Ceni.

– Existe o “mom bod”?

Não há registros do uso desse termo, mas partindo do mesmo princípio, tente agora dar mais valor ao que poderíamos chamar de um “mom bod”. Pare de cobrar perfeição de mulheres que já tiveram filhos e se desdobram para cuidar da casa, fazer sua comida e lavar suas cuecas.

– Todos os pais são “dad bod”?

Não. Não há um padrão ou uma regra para isso. Por exemplo, o David Beckham é um pai que não abandonou os cuidados com o corpo.

– Quando um “dad bod” é considerado sexy?

Quando é atraente pelo que “diz” com o corpo, e não pelo que é. Em outras palavras, um corpo assim quer dizer “tenho muito trabalho, responsabilidades e dinheiro suficiente para escolher a marca de cerveja que quero comprar”.

– “Dad bod” é uma coisa ruim?

Não. O estilo já existia muito antes da tal universitária falar sobre ele e muitas mulheres já tinham preferência por ele (é só ler a pesquisa feita no Reino Unido apontando que 3 a cada 4 mulheres preferem os homens barrigudos aos sarados, publicada em setembro de 2014).

coluna-fran-nova