Na noite da última terça-feira, 6 de agosto, São Paulo recebeu os maiores nomes da pornografia nacional para a sexta edição do Prêmio Sexy Hot, também conhecido como o Oscar do pornô brasileiro. Confira os vencedores e os pontos altos da noite.

O Prêmio Sexy Hot como sempre deu o que falar. A primeira novidade foi na hora da apresentação: Natália Klein se tornou a primeira mulher a conduzir a cerimônia. Outra atração que chamou a atenção foi a volta da categoria LGBT, que ficou de fora nas edições anteriores por falta de candidatos. Legal, né?

Naquele estilo clássico do prêmio Sexy Hot, atores e atrizes se vestiram na estica para receberem a estatueta ou prestigiarem os amigos de profissão. Ao lado de Natália, Paulinho Serra também ficou responsável pela apresentação.

Além disso, alguns troféus foram entregues por famosos: MC Carol, Marcos Chiesa, Valesca Popozuda, Antônia Fontenelle, Maurício Meirelles, Aretuza Love e Tchaka.

Conheça os vencedores do Prêmio Sexy Hot 2019:

Melhor Cena Ménage

  • Carolina Carioca, Vinny Burgos e Jack Kallahari, de “Boas entradas” (selo: Redfire)
  • Mila Spook, Debora Blu e Nan, de “O que trazes pra mim” (selo: XPlastic)
  • Amanda Souza, Elisa Sanches e Capoeira, de “Triângulo sexual” (selo: Fita Safada)

Melhor Cena de Sexo Oral

  • DreadHot e Alemão, de “Sugar baby” (selo: XPlastic)
  • Marcella Schultz e Loupan, de “Treinar ou gozar” (selo: HardBrazil)
  • Amanda Souza, Elisa Sanches e Capoeira, de “Triângulo sexual” (selo: Fita Safada)
https://twitter.com/DreadHott/status/1159163670175387648

Melhor Cena de Fetiche

  • Mayanna Rodrigues e Patricia Kimberly, de “Amarradas e dominadas” (selo: Fetishboxxx)
  • Bia Roman e Dany Skyli, de “Bound up” (selo: XPlastic)
  • Amanda Souza e Loupan, de “Traições e fetiches” (selo: HardBrazil)

Melhor Filme Hétero

  • La casa de Raquel” (selo: HardBrazil), de Fabio Silva
  • “Massagem excitante” (selo: SexFoxxx), de Lidy Silva
  • “Sugar baby” (selo: XPlastic), de Roy LP

Melhor Cena de Dupla Penetração

  • Luna Oliveira, Jack Kallahari e Vinny Burgos, de “Brad sex in Rio” (selo: Brad Montana)
  • Mirella Mansur, Nego Catra e Tony Tigrão, de “Promessa é dívida” (selo: HardBrazil)
  • Yana Morgana, Mark But, Eduardo Lima, Vinny Burgos e Felipe Costa, de “Taras de Yara Morgana” (selo: Redfire)

Melhor Cena de Orgia/Gang Bang

  • Amanda Souza, Mirella Mansur, Polly Petrova, Ed Junior e Loupan, de “Ilha da perdição III” (selo: HardBrazil)
  • Elisa Sanches, Giovana Bombom, Suzy Anderson, Indyara Dourado, Eduardo Lima, Fred Salazar, Jack Kallahari e Felipe Costa, de “Resenha do Brad” (selo: Brad Montana)
  • Yara Morgana, Eduardo Lima, Felipe Costa, Mark But e Vinny Burgos, de “Taras de Yara Morgana” (selo: Redfire)

Melhor Cena de Sexo Anal

  • Ed Junior e Amanda Borges, de “A hóspede desejada” (selo: WS Produções)
  • Elisa Sanches, Eduardo Lima e Vinny Burgos, de “Elisa, campeã anal” (selo: Brad Montana)
  • Loupan e Mary Luthay, de “Massagem excitante” (selo: Sexfoxxx)

Melhor Atriz Homo

  • Patricia Kimberly, de “Amarradas e dominadas” (selo: Fetishboxxx)
  • Giovanna Bombom, de “As aventuras de Giovana Bombom” (selo: Black Brothers)
  • Bruinha Fitness, de “Loira voraz 3” (selo: Fita Safada)

Revelação do Ano LGBT

  • Bellatrix, de “Diga sim para a yoga” (selo: Panda Lust / Trans Angels)
  • Victoria Neves, de “Escravinha T” (selo: TSRaw)
  • Yure Oberon, de “Yure Oberon e Christian Hupper” (selo: Hot Boys)

Melhor Atriz Trans

  • Deborah Tavares, de “Só queria sexo mesmo” (selo: TSRaw)
  • Amanda Fialho, de “Tentação tropical” (selo: Panda Lust/Trans Angels)
  • Carla Novaes, de “Trocando o óleo” (selo: Vídeos Made in Brazil)

Melhor Cena Homo Feminina

  • Alessandra Maia e DreadHot, de “Sugar baby” (selo: XPlastic)
  • Patricia Kimberly e Giovana Bombom, de “As aventuras de Giovana Bombom” (selo: Black Brothers)
  • Mayanna Rodrigues e Patricia Kimberly, de “Amarradas e dominadas” (selo: FetishBoxxx)

Melhor Cena Transexual

  • Bellatrix e Victor Hugo, de “Diga sim para a yoga” (selo: Panda Lust / Trans Angels)
  • Lilith Scarlett, Victoria Carvalho, Samara de Macedo, Juliana Leal, Geane Peron e Chrystal, de “Pau e buceta” (selo: TSRaw)
  • Carla Novaes e Capoeira, de “Trocando o óleo” (selo: Vídeos Made in Brazil)

Melhor Filme Sexy Hot Produções

  • “App” (selo: WS Produções), de Paul Wild
  • “Atração” (selo: J3), de Javier Falcon
  • “Ano novo” (selo: WS Produções), de Paul Wild

Melhor Atriz Hétero

  • Mary Luthay, de “Massagem excitante” (selo: Sexfoxx)
  • Mia Linz, de “Violada ao extremo” (selo: Brad Montana)
  • Dreadhot, de “Sugar baby” (selo: XPlastic)

Melhor Ator Hétero

  • Ed Junior, de “Amor e traição” (selo: HardBrazil)
  • Loupan, de “Massagem excitante” (selo: Sexfoxxx)
  • Vinny Burgos, de “Show de vizinha” (selo: Brad Montana)

Revelação do Ano Hétero

  • Luna Oliveira, de “Casting Brad Montana” (selo: Brad Montana)
  • Mario, de “Loira voraz 2” (selo: Fita Safada)
  • Alemão, de “Sugar baby” (selo: XPlastic)

Melhor Direção

  • Fabio Silva, de “La casa de Raquel” (selo: HardBrazil)
  • Lidy Silva, de “Massagem excitante” (selo: Sexfoxx)
  • Paul Wild, de “Start up das loiras” (selo: WS Produções)