Uma das últimas redes sociais que sobreviveu à pornografia, o Twitter, anunciou esta semana que as regras vão mudar a partir do ano que vem. E aqui temos uma notícia boa e uma ruim, acredite.

Não tem sido uma época fácil pra quem trabalha com nudez ou vive de conteúdo desse segmento. O Facebook é super conservador, e levou o Instagram pro mesmo caminho. Inclusive, até nós aqui do Blog já perdemos perfil lá e as Testosterona Girls ainda acreditam numa perseguição com as brasileiras. Falamos mais sobre isso aqui. Começou proibindo uma hashtag ali, outro emoji aqui, e olha o que se tornou.

O Tumblr era nossa esperança, nossa raiz. Também foi pro saco. Não está fácil.

A notícia ruim aqui é que os nossos nudes estão cada vez mais ameaçados. A saída para continuar postando será marcar as publicações como “conteúdo sensível”, mas ainda assim, as contas dedicadas exclusivamente a isso serão banidas.

Lembrando que a rede social define como publicação adulta a pornografia ou postagens com intenção de causar “excitação sexual nos usuários”, o que inclui desenhos animados, hentai e representações de animais com características humanas.

A outra parte ruim é que pessoas que dependem do Twitter para divulgar seu trabalho com nudez e pornografia estão preocupadas com o rumo que precisarão dar para suas estratégias em 2020.

Não passarão!

Mas tem notícia boa, apesar de tudo! As regras também ficarão mais rígidas para o que Twitter considerar “conduta sexual violenta”, descrita como estupro e outras formas de agressão sexual, e “conteúdo gratuito gore”, mídia que descreva algo relacionado à morte, dano físico ou violência exposta.

“Nosso objetivo é limitar a exposição a imagens e vídeos sensíveis e impedir o compartilhamento de tipos potencialmente perturbadores de mídia sensível. Por esse motivo, diferenciamos nossa abordagem de imposição, dependendo do tipo de mídia que foi compartilhada e de onde foi compartilhada”, declarou a rede social , em sua página de atendimento.

Atenção aos detalhes

No entanto, o Twitter pondera conceder exceções, como em postagens médicas, artísticas e educacionais, além de sacrifício religioso, preparação ou processamento de alimentos de caça, no caso de matança expositiva de animais.

Você pode ler os termos com mais detalhes aqui.

Vamos aguardar pra ver no que vai dar essa reformulação de regras. Só depois vamos conseguir medir os reais impactos que isso pode causar em produtoras de conteúdos, camgirls, atrizes e outras marcas do segmento. #oremos