Cada cultura tem as suas particularidades que tem a ver com diversos aspectos da vida cotidiana de cada país, história e formação. Quando se trata dos relacionamentos amorosos isto não é diferente, e notam-se grandes diferenças entre os brasileiros e os americanos, e alguns clichês (que algumas vezes são também verdade) costumam vir à tona.

relacionamentos amorosos

A brasileira Ana Paula Saad mora em Los Angeles, nos Estados Unidos, há alguns anos e conhece bem a realidade de lá. A musa da Playboy e especialista em relacionamentos amorosos aponta algumas das principais diferenças entre se relacionar com brasileiros e com americanos:

Pegada

Sem dúvida nenhuma o homens brasileiros tem uma pegada única. Eu posso dizer que são mais quentes mais envolventes e sabem conduzir na cama. No caso os americanos, embora sejam grandes produtores de filmes da indústria pornô mundial, na vida real em geral não conseguem se conectar com a parceira na hora do ato. Muitos são superficiais a ponto de você achar que está dentro de um filme, com script e tudo. É algo robótico.

Calor Humano

É uma cultura totalmente diferente e com pouco calor humano. Eles são frios em todos os sentidos, ainda mais em relacionamentos amorosos. São mais práticos e não gostam de drama ou demonstrações excessivas de afeto, principalmente em público. Eu fiquei muito chocada quando eu e meu atual marido nos beijamos pelo primeira vez em público e as pessoas aplaudiram e demonstrando uma reação como se aquilo fosse algo super exótico. Por aqui não se veem muitos casais se beijando ou demonstrando afeto em público, e não é porque eles são tímidos e sim porque eles são super conservadores. 

Veja também:
Facebook Dating: como funciona o app de paquera
Coisas para levar em conta antes de irem morar juntos
Alimentos que melhoraram seu desempenho sexual

Dates

Os chamados dates são encontros nos quais os casais saem para conversar e se conhecer melhor. Geralmente envolve um jantar, um barzinho ou outra atividade interessante para se fazer a 2. A duração do date varia, dependendo se houve uma sintonia entre o casal ou não. É comum ter vários dates com um americano antes que ele resolva dar o primeiro beijo ou começar a demonstrar interesse em começar uma relação. Portanto, seja paciente. Relacionamentos amorosos são totalmente outra coisa para eles.

A primeira vez

Um item que acho interessante apontar é que as mulheres aqui demoram de 1 a 2 meses desde que começam a conhecer um homem (o que aqui chamam de ‘date’) para ir para a cama.  Se eles vão no primeiro encontro é porque não querem relacionamentos amorosos sérios. Se você busca conquistar um americano leve-o em ‘banho maria’, não mostre todos seus atributos logo de cara. Guarde suas melhores cartas debaixo da manga e quando tiver certeza que ele está envolvido por você, então ataque.

O beijo americano

É verdade que cada país tem o seu jeito e os americanos são bastante controversos nesse sentido, pois é difícil definir um padrão americano de beijo. No entanto, muitos americanos não beijam “de língua”, o famoso French kiss, nem dão longos beijos apaixonados.