Já passamos pelo sexting, pelo ghosting e agora chegou a hora do orbiting. Você provavelmente nunca deve ter ouvido falar no termo, mas saiba que ele é muito comum e aposto que você já “orbitou” muito nos perfis das redes sociais das suas ex-namoradas.

Vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre o termo e o por quê, se ainda comete esse erro, deveria parar agora.

O que é orbiting?

Para entender direitinho o que significa, vamos imaginar uma situação. Você está em mais um dia normal, pensando nas coisas que fazem parte da sua vida atualmente, quando de repente vê que a sua ex-namorada (com quem você não torca nem um oi há mais de anos) acaba de visualizar o seu stories no Instagram.  Você leva numa boa, mas acha no mínimo estranho que ela ainda te siga e tenha curiosidade de dar aquela fuçadinha de vez em quando.

Bom, esse foi só um exemplo, mas isso acontece em vários outros casos. Sabe aqueles encontros que nunca mais renderam nem uma troca de mensagens no WhatsApp? Ou aquela paquera que nunca mais deu as caras? Pode ser uma simples coincidência de ver os seus stories, ou curtir as suas fotos porque apareceram no feed, mas saiba que isso tem nome e é orbiting.

 

Veja também:

Estar em um relacionamento te faz engordar, diz estudo

Segundo pesquisa, pessoas casadas são menos sociáveis 

Sexting: o guia ideal para não pagar migo

 

A criadora desse nome é a escritora Anna Iovine que fez um texto sobre isso. Assim como o ghosting, orbiting é quando você interrompe o contato direto com alguém com quem você está ficando/namorando/saindo, mas continua a se envolver com o conteúdo deles nas redes sociais. Você dá like nos posts no Instagram. Você favorita seus tweets. Você assiste suas histórias no Snapchat.

 

Porque você deveria parar de praticar o orbiting

Em uma época em que as pessoas estão constantemente se mantendo de olho umas nas outras, pode ser tentador checar um ex ou mesmo uma conexão única nas redes sociais. Mas estou aqui para lhe dizer que orbiting logo depois de um rompimento – ou mesmo apenas uma conexão de uma só vez – envia uma mensagem muito clara. E às vezes, é algo que pode deixar as pessoas realmente desconfortáveis.

Claro, há exceções para isso: se você e seu ex têm um relacionamento cordial, ou se vocês se separaram há muito tempo, não há nada errado. Mas se o rompimento é relativamente recente (ou se você nunca esteve oficialmente junto em primeiro lugar e apenas interrompeu do nada todo o contato), e as emoções ainda estão em alta, o orbiting pode ter implicações confusas e frustrantes. Fica aí a dica!