Vivemos em tempos líquidos em que nada foi feito para durar, especialmente os relacionamentos. Podemos perceber que as conexões humanas como assim são chamadas hoje são meras liberdades incondicionais onde o maior atrativo está em se desconectar da realidade ou como prefiro dizer esquecer facilmente do outro. 

Atualmente, muitos passam horas e horas deslizando sobre a tela do celular com suas rotinas puxadas, praticamente em busca de um amor , o famoso “match perfeito”, porém encontram em seu caminho relacionamentos líquidos e nada duradouros que levam apenas a frustrações emocionais.

relacionamentos

O The Inner Circle, aplicativo que tem como foco incentivar as pessoas a abandonarem o universo online e se conectarem à vida real, realizou uma pesquisa com mais de 5 mil usuários que revelou que eles estão sim em busca de um relacionamento sério (60%) e não querem mais saber de encontros casuais (27,4%).

Uma prova que talvez demonstre que muitos usuários desejam um relacionamento sério é que 63% afirmaram participar de dois ou mais aplicativos de relacionamento. Mas porque usar os aplicativos de encontro para conhecer alguém? A resposta seria praticidade, não precisa ter muita disposição. Embora a tecnologia facilitou nossas vidas, ela também criou algumas bolhas do cotidiano.

De olho no celular e nos matchs

Uma porcentagem de 41,7% querem conhecer pessoas novas; 35% querem encontrar um relacionamento; 7,8% querem ir a mais encontros; 3,5% são tímidos e acreditam que o app ajuda a conhecer pessoas; 2,7% acham difícil namorar na vida real e apostam na rede para facilitar; 2% se sentem sozinhos; e 1,8 % não gostam se sair, mas querem conversar com pessoas novas. Outras razões mencionadas são a insegurança pessoal e a conveniência de conhecer alguém online.

Nós incentivamos encontros reais e organizamos eventos exclusivos para que os usuários se divirtam. Nada como o olho no olho para perceber se o crush pode mesmo se tornar um amor pra vida toda! Essa pesquisa ainda nos trouxe informações relevantes sobre os usuários brasileiros, pois mostrou que as pessoas estão realmente abertas para o amor, e nós contribuímos com isso por meio de matches significativos com base no que é importante para cada membro”, comenta David Vermeulen, fundador e CEO do The Inner Circle.

relacionamentos
Relacionamentos líquidos

A notícia boa para as mulheres é maior percentagem que respondeu a pesquisa foram homens, isso indica que os homens estão cada vez mais em busca de um relacionamento sério. Dos 5 mil usuários respondentes, 51% são homens, enquanto 48,2% mulheres. A média de idade deles está em torno de 31 a 40 anos (44,6%), seguido por pessoas de 21 a 30 anos (30,2%), e 41 a 50 anos (20,5%).

Pode ser difícil mas ainda há chances e se você não deseja perder tempo, essa talvez seja sua hora de ingressar no aplicativo. Um dado importante é que o melhor horário para o match é a noite, já que 73,4% dos usuários afirmaram que utilizam mais o app entre 19h e 23h; 7,4% usam mais no fim da tarde, entre 16h e 19h; e 7% de madrugada, entre 23h e 5h. 

Lembrando que a verdadeira conquista e atração acontece na vida real, isso é um incentivo do próprio aplicativo que tem como foque a conexão real de seus usuários. Com todas essas dicas, os solteiros de plantão já podem começar o ano com o pé direito na busca por um amor e a pesquisa também dá esperanças: 64,6% dos participantes já saíram com alguém que conheceram no aplicativo, e, desses 6,5% realmente engataram um namoro.

É o caso da fisioterapeuta Priscila, de 37 anos, que conheceu o atual namorado Denis, analista de sistemas de 38 anos, no aplicativo. Como o The Inner Circle tem como foco promover a interação, ele permite que qualquer usuário envie uma mensagem para outro, mesmo sem o match, e foi o que aconteceu com o casal. 

Essa funcionalidade permite a comunicação entre os membros, o que é muito bom, pois realmente promove a interação. Eu e a Priscila começamos a conversar pelo app, após um período trocamos os telefones e começamos a nos ligar, e menos de dois meses depois começamos o namoro“, conta Denis. 

Para Priscila, é possível sim encontrar a cara-metade em um app: “Acredito que os aplicativos são uma das formas de aproximação com pessoas novas e é possível conhecer pessoas interessantes e que não queiram apenas um relacionamento casual“.

E qual será sua alternativa?