Home Relacionamento Dia dos Namorados: relacionamentos na pandemia

Dia dos Namorados: relacionamentos na pandemia

O Dia dos Namorados este ano será um pouco diferente, em tempos de pandemia e isolamento social, a criatividade dos casais serão testadas. E como ficam os relacionamentos na pandemia?

Nossas rotinas foram mudadas drasticamente, hoje não temos mais aquela oportunidade de comemorar esse dia especial com viagens ou restaurantes, a comemoração ficou para dentro de casa.  

Relacionamentos na Pandemia

relacionamentos na pandemia

Segundo Ana Karina Britto, professora no curso de Psicologia da Anhanguera de São José dos Campos, independente da fase de quarentena e isolamento social, a vida conjugal é trabalhosa:

a convivência nunca foi tão íntima em tanto tempo. Estamos reconhecendo nossos lares, nossos filhos e cônjuges. A proximidade acaba por aumentar a intimidade num tempo integral“, destaca

Não somente estamos conosco, mas também passamos a ter uma proximidade maior com nossos parceiros ou parceiras. Tem casais que estão tanto tempos juntos, mas devido a rotina do dia a dia, nunca tiveram um verdadeiro tempo para si.

“Agora estamos confinados e sem a opção da busca pelo externo, ou seja, é o momento de ressignificar a relação e afeto, e de construir uma nova conexão“, enfatiza a psicóloga.

O isolamento de acordo com a especialista potencializa nossas emoções, logo tudo fica mais intenso, entretanto, existem dois lados nessa compreensão, devemos ter um certo cuidado com nossas experiências sentimentais.

 “O isolamento impacta todos os setores e não é diferente com a vida amorosa. O encontro com nós mesmos e com o outro ficou intenso. Também é hora de nos reconhecermos, de nos relacionarmos com as nossas emoções e as dos outros“, esclarece.

Em momentos tensos de conflitos e pensamentos sobre a rejeição do outro, é importante compreender em sua mente que a escolha de ficar ao lado de seu companheiro(a) foi sua, com isso, tente reativar na memória os pontos positivos dessa escolha.

Com o Dia dos Namorados, é uma ótima ocasião para celebrar a relação e reviver os momentos felizes juntos, o que uniu essa conexão. “Lembre-se dos momentos de alegria, partilha, amor e afeto“,destaca Ana Karina.

Viver bem com seu namorado (a)

Para o Dr. Leonard F. Verea, manter o diálogo é essencial para que o relacionamento não perca seu poder . Algumas emoções durante o tempo podem surgir, como raiva, dor, frustração. Criar novas mudanças nessa rotina e tempo mais juntos para transformar isso em algo sadio e duradouro.

O especialista ainda ressalta que se flexibilizar e saber a hora de ceder são bons conselhos na teoria, mas, na prática, é importante que os casais se percebam em suas competências e fragilidades aonde cada um possa ‘superar’ carências, excesso de expectativas e necessidades imaturas.

Em uma relação é importante que ambos tenham comportamentos afetivos, cordiais como:

  • Praticar palavras de incentivo
  • Apoiar diante de diferentes situações
  • Demonstrar respeito sempre (evitar ofensas)
  • Expressar verbalmente o apreço pelo seu companheiro (a)
  • Escutar e dar atenção ao seu companheiro (a)
  • Não exagerar nas críticas
  • Escolher o momento para falar de assuntos mais delicados
  • Elogiar constantemente
  • Valorizar pequenas mudanças e aspectos positivos do seu companheiro (a)
  • Demonstrar empatia frente as necessidades e sentimentos de seu parceiro.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ