Home Saúde Câncer de Próstata foi um descuido na pandemia

Câncer de Próstata foi um descuido na pandemia

605 visualizações

Parece que os homens não cuidaram muito da saúde nessa fase de pandemia, especialmente com o câncer de próstata, isso é o que aponta uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia. Cerca de 500 pessoas de 22 estados responderam a um questionário on-line onde 77% eram homens e 23% mulheres.

Câncer de Próstata

Os resultados mostram que 88% do total se sentiram afetados. No contingente masculino, 75% tinham mais de 40 anos e, desse grupo, 55% deixaram de ir ao médico ou abandonaram o tratamento durante esse período.

Aliás, 38% dos entrevistados foi pelo menos uma vez ao urologista, 27% não marcaram consulta e 3% nunca procuraram um especialista.

Esses números são preocupantes. Sabemos que até 90% dos pacientes com câncer de próstata em estágio inicial podem ser curados e quase nenhum deles quando diagnosticados com metástases“, afirma o urologista e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) Dr. Danilo Galante. 

Para quem ainda não se lembra, novembro é o mês de conscientização do câncer de próstata, apesar de ter passado, a prevenção deve ocorrer o ano inteiro, ainda mais no meio de uma crise sanitária que o mundo enfrenta.

A estimativa para 2020 é de cerca de 66 mil novos casos, com 15.576 mortes relacionadas à doença. O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no mundo, Galante criou um manual básico para esclarecer as principais dúvidas que cercam a doença para deixar claro o cuidado que os homens devem ter.

Câncer de Próstata

 Quais são os sintomas do câncer de próstata? 

A doença é assintomática em praticamente todos os pacientes em estágio inicial da doença (95% dos casos). Já na fase mais avançada da doença ocorrem sintomas de obstrução da bexiga (dificuldade em urinar, aumento da frequência diurna e noturna),dor óssea, e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. Além de obstrução alta dos rins, complicando com infecção generalizada ou insuficiência renal nos casos mais graves.  

Como prevenir o surgimento da doença ou garantir sua cura? 

A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. O exame de PSA (Antígeno Prostático Específico) é útil para detectar situações anormais na próstata: inflamações, infecções, crescimento benigno e tumores. Aliado ao toque retal, a dosagem de PSA no sangue é importante para ter suspeita de câncer de próstata, com possível necessidade de biópsia. Aliás, a biópsia, exame em que se retiram fragmentos da glândula para análise em laboratório, é o único método aceito para diagnóstico do câncer de próstata. A população geral deve iniciar avaliação anual a partir dos 50 anos. Já os grupos de risco a partir dos 40.  

Quais são os grupos de risco? 

Alguns grupos de pacientes apresentam ao menos três vezes mais chance de ter a doença, motivo pelo qual recomenda-se iniciar as avaliações a partir dos 40 anos de idade. São eles os pacientes com histórico de câncer de próstata na família, obesos e os da raça negra 

Por que há ainda certa resistência dos homens em manter um acompanhamento constante com o urologista? 

A resistência está atrelada ao preconceito que, infelizmente ainda existe, quanto à realização dos exames preventivos, como o exame de toque real. Aspectos culturais como o machismo ainda prejudicam o diagnóstico e controle da doença, já que para muitos homens isso está associado à perda da virilidade. O mal disso é que, por consequência da dificuldade em buscar ajuda médica, há uma descoberta da doença já em estágio avançado, o que diminui as chances de cura. É justamente para combater este tipo de situação que a campanha Novembro Azul existe.  

Quais as principais recomendações para diminuir as chances de câncer de próstata? 

Manter uma alimentação saudável e equilibrada, não fumar, manter normais os níveis de pressão arterial, colesterol e glicemia, evitar sobrepeso e obesidade e praticar atividades físicas regularmente.  Por fim, preocupar-se com a prevenção não somente ao longo do “Novembro Azul”, mas em qualquer época do ano! 

COMENTE JÁ

Mais posts pra você