Home Sex Workers Julha – O tesão é algo sem limites

Julha – O tesão é algo sem limites

A Julha começou como modelo sensual em 2017 e desde então vem trabalhando como sex worker. Ela faz faculdade, pois acredita que o trabalho exige muito mentalmente e de sua relação com sua imagem, portanto, talvez não vá continuar no seguimento por toda a vida. Mas ainda assim gosta muito e aprendeu a sentir prazer e se diverte com o que faz. Confira na entrevista a seguir como foi o bate-papo com esse ser jurássico que vos escreve:

Julha

Primeiramente Julha, conta um pouco pra gente da sua trajetória, há quanto tempo você trabalha com produção de conteúdo adulto e como você entrou neste ramo?

Comecei a posar como modelo sensual em 2017, então tem 4 anos! Entrei super por acaso, estava saindo de uma fase turbulenta da minha vida e resolvi fazer um ensaio. Depois do resultado do primeiro, fui chamada por outros profissionais para fazer mais fotos e comecei a pegar gosto.

O que você mais gosta no seu trabalho como Web Model? E o que você não gosta? Hoje já é sua atividade principal Julha?

Eu diria que é sim minha atividade principal porque é de onde eu tiro minha renda, mas eu também faço faculdade, porque sei que isso é um trabalho que exige muito de você mentalmente e da sua relação com sua imagem, portanto não é eterno, não pra mim. Eu diria que o que mais me incomoda é o fato de que na internet não tem hora de trabalho. Você se sente trabalhando a todo momento que está online.😅

Como é para você a sensação de ser desejada por tantos homens? Você se considera exibicionista?

Julha: Inicialmente era só consequência pra mim, hoje em dia eu gosto bastante. Me considero exibicionista sim, até porque nunca tive que me “forçar” mentalmente pra fazer fotos ou vídeos, sempre foi algo que me dava gosto, mais ainda por saber que será consumido. 😏 Foi um tesão que eu descobri com esse trabalho, por vezes eu faço novos conteúdos só assistindo o meu próprio conteúdo e os comentários neles.

Como é seu dia a dia e sua rotina de trabalho Julha? E quando não está trabalhando, o que você gosta de fazer nas horas vagas?

Cada menina trabalha de um jeito, mas eu gosto de produzir um pouco a cada semana, dependendo das ideias e do meu tesão. Não gosto de fazer nada que não me dê prazer, e não tenho um horário muito definido. De segunda à quinta, pelo menos no período da tarde, procuro me focar em responder mensagens de clientes, fazer conteúdo personalizado, entretanto, se bate uma inspiração também faço um tico a mais pra postar na minha página. Meu calendário é bem fluido. Nas horas vagas eu só assisto muito anime e gameplay de jogos de terror.

Você faz um planejamento para criação dos seus conteúdos ou faz por prazer e deixa o instinto te levar durante as gravações?

Julha: Pra mim é algo muito natural, talvez pelo costume e por já conhecer meus ângulos e vontades. É raro eu escrever roteiro. Eu planejo os cenários, arrumo o que tem em volta, olho a paleta de cores pra não ficar muito diferente, planejo angulação, acho que o que eu mais presto atenção na pré-produção são essas coisas mais audiovisuais. hahaha Mas a atuação por si só é muito espontânea.

Você trabalha com a produção de materiais personalizados também? Se sim, recebe muitos pedidos inusitados por parte dos seus fãs? Lembra-se de algum curioso que possa nos contar?

Julha: Faço sim! Olha, quando eu comecei achava os pedidos inusitados, como por exemplo vídeos onde você comanda a hora que a pessoa vai gozar, isso eu recebo bastante, e no começo achava esquisito, mas hoje não acho mais. O tesão do ser humano é algo sem limites, mas a maioria das coisas que são estranhas pra maioria das pessoas se torna comum quando você entra no mundo do Sex Work.

O que mudou na sua vida depois que você passou a trabalhar como WebModel Julha? As pessoas próximas a você te apoiaram?

Nem todo mundo apoiou, tem gente que só não falou nada e tomou distância. Eu fui muito categorizada, e no início foi muito difícil porque de alguma forma eu acreditava nos julgamentos que me direcionaram. Hoje em dia, eu não me importo muito se apoiam ou não. Minha namorada me apoia, minha família tá tranquila também, o que mais eu poderia querer né? 🥰

Contudo, Julha, já teve algum fato inusitado durante as gravações ou produção dos seus conteúdos que possa compartilhar conosco?

Não consigo pensar em nada muito inusitado. 🤣 Como eu disse, pra mim os vídeos e conteúdos são gravados de forma tão natural e espontânea que nada nunca me causou estranhamento.

Além de WebModel, você pretende expandir seus conteúdos para outras plataformas, como Xvideos e PornHub?

Julha: Não pretendo expandir pra nenhuma das duas, só OnlyFans mesmo.

Apesar de trabalhar com conteúdo erótico, você curte assistir pornô também? Algum tipo preferido?

Julha: Não assisto muito. Já assisti bastante por um período, sempre curti mais o pornô amador e lésbico.

Da mesma forma, o que te excita na hora do sexo e o que alguém precisa ter para chamar a sua atenção Julha?

Olha, todas as pessoas com quem me relacionei eram muito diferentes umas das outras. Pois sempre me atrai por pessoas alternativas, a aparência padrão de revista não me chama a atenção. E quanto ao tesão, pra mim é muito um caminho de mão dupla, não existe tesão pra mim se eu não estiver dando tesão a alguém.

Tem algum sonho que você ainda deseja realizar? Você tem alguma sex worker que te inspire?

Julha: Eu quero muito ir para LA conhecer a casa do Suicide Girls e as meninas que moram lá! Não me inspiro em uma única menina, eu pego referências de muuuitas meninas diferentes! Eu amo a @lowestilta (no instagram)

Que dicas você Julha, daria pra uma garota que está pensando em se tornar uma Sex Worker ou mesmo só para mulheres, homens ou casais que desejem explorar mais seu lado exibicionista?

SEMPRE pense MUITO antes. Você é o seu próprio chefe mas o seu dinheiro não depende do quanto você se expõe, e sim do quanto de público que você atinge, ou seja, do seu engajamento. Pesquise e se conscientize muito sobre a exposição virtual e o que ela pode causar, porque mesmo que você seja seu chefe e possa trabalhar com o seu prazer, ganhar dinheiro com isso exige esforço e dedicação diária como qualquer outro trabalho, mas esse mexe também com sua autoimagem.

Por fim, muito obrigado pela atenção e carinho de nos receber Julha, o espaço é todo seu, deixe um recado final para nossos leitores: Onde as pessoas podem encontrar seus conteúdos?

Pra quem se interessar no meu trabalho, podem me seguir no Instagram, Twitter ou OnlyFans.

COMENTE JÁ

Mais posts pra você