Home Sex Workers Prii Feet – O prazer através dos pés

Prii Feet – O prazer através dos pés

Prii Feet

Pri Feet

Uma veterana no meio, Prii Feet descobriu através da podolatria um caminho para os prazeres e gloriosos momentos. Um fetiche que é visto por alguns como algo excepcional, uma atração e um desejo que é provocado pelos simples detalhes.

Batemos um papo sobre seu trabalho como sex worker e porque esse fetiche desperta tanta curiosidade.

Para começar, conte um pouco pra gente da sua trajetória, há quanto tempo você trabalha com produção de conteúdo adulto e como você entrou neste ramo?

Conheci o fetiche da podolatria há cerca de 10 anos, através de namorado, comecei a praticar e fui gostando cada vez mais. Me aprofundei no assunto e vi que tinham muitos adeptos.

Resolvi então fazer um Instagram voltado para os meus pés, o que foi um sucesso. A produção de conteúdo adulto comecei recentemente, cerca de 1 ano mais ou menos. Muitas pessoas me procuram para vídeos personalizados, e com o sucesso do Onlyfans, fui produzindo e ousando cada vez mais, fazendo parcerias com outras garotas que curtem o fetiche também, o que é sucesso nas minhas plataformas.

Como é produzir um conteúdo voltado exclusivamente com os pés?

O público desta categoria de fetiche é enorme, amo simplesmente usar os meus pés para provocar, acho bem sexy, além de ser algo que adoro fazer, acaba sendo normal e natural.

Por que você acredita que os pés causam uma sensação ardente com os outros?

 Os pés femininos, na maioria das vezes, despertam interesse pelos homens já desde muito cedo, olhando os pés bonitos e bem cuidados de alguma prima, uma tia usando um sapato que chama atenção, os pés da professora, um simples gesto com os pés pode despertar o fetiche para a vida inteira, associando com o prazer sexual. Acredito que é uma parte do corpo muito sensual e pode ser usada de várias formas, o que acaba mexendo muito com a imaginação.

Prii Feet

Prii Feet, o que você mais gosta no seu trabalho como sexworker? E o que você não gosta?

Adoro praticar o fetiche, então para mim é algo muito prazeroso, amo o que eu faço! Gosto também da ideia da podolatria poder ser atrelada com vários outros fetiches (com ou sem submissão), dá para brincar bastante! Não tem algo que eu não goste ainda.

Hoje já é sua atividade principal?

Sim, também faço sessões presenciais de podolatria.

Como é para você, a sensação de ser desejada por tantas pessoas? Você se considera exibicionista?

Eu adoro saber que eu e os meus pés são desejados por tantos, é um conjunto, adoro provocar e dar prazer! Me considero bastante exibicionista.

Conte para nós como é sua rotina de trabalho?

Normalmente faço bastante gravações para conteúdo, tanto com homens e mulheres, ou sozinha, tentando sempre trazer algo novo e diferente para o meu público. Faço fotos dos meus pés para divulgar no Instagram e Twitter, assim atraindo mais seguidores e adeptos. Também realizo sessões presenciais de podolatria, não é algo que fica somente no virtual, as pessoas podem tocar, lamber e se deliciar com os meus pés rs.

Você segue um cronograma de postagens e de onde tira as ideias para seu conteúdo?

Não tenho um cronograma certo, mas busco atualizar regularmente as minhas plataformas. As ideias surgem do que atrai o público, vou vendo o que mais gostam e vou fazendo. É um conteúdo que dá para explorar bem e ter muitas ideias.

Quais são as sensações que influenciam em sua produção de conteúdo?

Sensação de prazer puro, adoro ter alguém mexendo nos meus pés, me dá muito prazer, o que acaba transparecendo bastante nos meus vídeos. Também gosto muito de seduzir com a câmera ligada e eu sozinha, me sinto poderosa, posso ser quem eu quiser.

O que mudou na sua vida depois que você passou a trabalhar como sex worker? As pessoas te apoiaram?

Não mudou muita coisa, tenho minha vida a parte e ninguém sabe disso, somente alguns amigos. Me mantenho discreta, me mostrando totalmente somente em conteúdo pago.

Você sofreu algum preconceito pelo seu trabalho? Como você lida com isso?

Nunca sofri nenhum preconceito, e se sofri eu não sei haha, nunca liguei para nada do que falam, não me abala.

Como é sua relação com seus seguidores?

Bem amigável e carinhosa, no geral são bastante educados e gentis. Adoro saber a história por trás do fetiche. Tento dar atenção e responder a todos. Me elogiam e me exaltam sempre.

Qual é o sonho que deseja realizar?

Tornar a podolatria cada vez mais normal, produzir conteúdo cada vez melhor, ficar famosa e fazer ainda mais sucesso rs.

Quem são as sexworkers que te inspiram?

Admiro muito a Mel Fire, já tive o prazer de conhecer essa maravilhosa e fazer conteúdo com ela, foi incrível! Gosto bastante da Clara Aguilar e da Emme White também.

O espaço é todo seu, deixe um recado final para nossos leitores.

Se você tem algum fetiche, aproveite ao máximo, não tenha vergonha ou medo dos julgamentos alheios, se liberte, seja feliz! Estou aqui se quiser explorar a podolatria. Vem conhecer meu trabalho! Você vai amar!

COMENTE JÁ

Mais posts pra você