Home Sex Workers Sayuri Syor – Surpreendente e irresistível

Sayuri Syor – Surpreendente e irresistível

Sayuri Syor

Sayuri Syor

Sayuri Syor é uma sexworker que descobriu na liberdade no seu conteúdo sensual e provocante uma incrível autoestima para enfrentar a timidez e reconhecer a poderosa mulher que é com sua mente e suas curvas de maneira natural e perspicaz.

Batemos um papo descontraído para conhecer um pouco sobre essa formosa mulher sobre sua vida.

Sayuri Syor

Seja bem vinda ao Testosterona, pra começar eu quero pedir pra você se apresentar, e falar sobre o seu trabalho

Obrigada. Me chamo Sayuri Syor, 31 anos, casada. Meu nome é de origem japonesa. Sou mestiça. Mãe japonesa, pai brasileiro… foi dele que herdei a bunda grande hahaha. Sou formada em Relações Internacionais. Mas, no momento, sou gostosa profissional. Hahaha.

Você tem alguma programação ou rotina definida de trabalho? Como é o seu dia-a-dia?

Tenho uma rotina pesada. Estou fazendo uma segunda graduação. Além disso, preciso criar conteúdo para minhas redes sociais, em especial meu OnlyFans, trabalhar em divulgação, e manter o corpinho. Hahaha. Costumo acordar 7h, levanto, faço café da manhã para mim e para o maridão (meu princeso), e ai começo. Estudo, penso e crio conteúdo, malho, limpo a casa… rotina completa. Às vezes me perco nos joguinhos do celular… meu vício. Mas tenho mantido o foco. Pelo menos três vezes por semana me concentro mais na produção de conteúdo.

Sayuri Syor

No seu ponto de vista, qual a diferença entre erotismo e pornografia?

Acredito que os dois andem juntos, muitas vezes. Muitas pessoas tendem a ver a pornografia com olhos negativos. Não é meu caso. O maior problema na pornografia é a exploração das mulheres. Mas isso vem mudando, inclusive graças ao OnlyFans. A plataforma permite que as mulheres tomem controle do seu conteúdo, comandem a forma como querem se apresentar, o que estão dispostas a fazer. Mas enfim, o erotismo para mim são as preliminares, enquanto a pornografia é o ato em si. E, num mundo ideal, os dois convivem juntos.

E você se considera uma pessoa exibicionista? Como é pra você trabalhar vendendo conteúdo erótico?

Essa é uma pergunta difícil. Hahaha. Sempre fui muito tímida e trabalhar com conteúdo adulto tem sido libertador. Ainda morro de medo do julgamento e de como as pessoas podem ver isso de forma negativa, mas tenho sempre tentado superar isso com o máximo de naturalidade possível. Afinal de contas, mesmo que não falem, todo mundo gosta de ver gente pelada. Hahaha.

Sayuri Syor

Você sofreu algum preconceito por parte de família ou amigos por isso?

Ainda bem não. Todos me apoiaram muito.

A exposição acaba sendo uma consequência do seu trabalho. Conta pra gente como você resolveu entrar neste universo? Como foi quando você tomou essa decisão?

Então… Há cerca de 3 meses, resolvi começar no OnlyFans, produzindo conteúdo 18+. Meu marido sempre gostou muito de tirar fotos e insistia que não tinha onde divulgar as fotos que fazia de mim. Depois de ler uma matéria no UOL sobre uma ex-tindete dele que estava ganhando bem no OnlyFans, ele finalmente me convenceu a entrar para o ramo. Hahaha. Hoje estamos os dois trabalhando juntos, buscando nossos objetivos.

Foi uma decisão difícil, pois, como disse, sou tímida. Sempre fui muito tranquila sexualmente, mas entre 4 paredes. Agora estou encarando a exposição e sempre buscando lidar com ela da forma mais natural possível.

Sayuri Syor

E que tipo de conteúdo você mais gosta de produzir?

Meu marido fala que eu tenho tara por coisas com comida. Já fiz vídeo me lambuzando de leite, sensualizando com o pirulito mais sortudo do mundo, com chocolate. Hahaha. Mas eu gosto muito mesmo de fazer conteúdo mais sensual, me molhando, no banho… e, obviamente, com meu marido.

E hoje em dia você tem outro trabalho que não tenha relação com erotismo?

No momento não. Mas estou fazendo uma segunda faculdade, de marketing, para ter um foco diferente no futuro.

O que mudou em você desde que você passou a vender conteúdo erótico?

O saldo da conta bancária. Hahahaha. E a forma como eu vejo esse trabalho. Antes, até eu tinha preconceito. Hoje vejo de forma natural.

Como é a relação dos seus fãs/seguidores com você?

Eu dou muita atenção para os meus fãs no OnlyFans. Converso todo dia. Mando presentes. Já fui até psicóloga sobre relacionamento, ciúmes etc. Hahaha.

O que você gosta de fazer nas horas vagas pra relaxar?

Comer… hahahaha. Melhor coisa na vida é transar e depois comer pizza. Hahaha.

Que músicas não podem faltar numa playlist pra transar?

Olha… não pode faltar funk. Não tem nada melhor para transar do que ouvir Anitta, Ludmila… funk é muito sexy para a hora da transa.

Essa pergunta é especial pros seus fãs. Qual a maneira mais fácil de te conquistar?

Meu marido já me tirou do mercado. Hahaha. Mas acho que a dica que dou para meus fãs é: seja carinhoso, respeitoso, engraçado, use um perfume gostoso e uma roupa estilosa. Se juntar tudo isso, não tem como resistir.

Você já conhecia o Testosterona? O que você mais gosta no blog?

Conheci o blog através do meu marido. Ele já acompanhava. Eu adoro a forma como o blog trata as modelos e criadoras de conteúdo de forma natural, sem preconceitos. Ele permite a exposição, mas sem explorar isso ou desrespeitar as mulheres.

Muito obrigado pela entrevista, abrimos o espaço pra você deixar o seu recado pro nossos leitores

Obrigada você!!! Além de dizer para eles aproveitarem a oportunidade para conhecer meu trabalho, pois garanto que não se arrependerão, quero mandar um beijo para todos. Sei que estamos passando por um momento difícil, e tenho esperança de que tudo vai melhorar. Um grande beijo e venham se divertir comigo! Hahaha.

COMENTE JÁ

Mais posts pra você