Home Sex Workers Suzy Babi – A sensualidade pelo clássico

Suzy Babi – A sensualidade pelo clássico

Suzy Babi

Suzy Babi

Se você acompanha fielmente o blog deve saber quem é a Suzy Babi uma das nossas redatoras, ela ama o universo dos filmes clássicos e especialmente as pinups. Aliás, ela mesmo é uma pinup nos dias atuais, cheia de estilo e intensidade.

Nos últimos meses descobriu o mundo do conteúdo sexual digital e se tornou também uma sex worker para abalar as estruturas. Batemos um papo super bacana sobre suas descobertas, caso tenha ficado curioso você encontrá-la no Privacy do Testosterona.

Suzy Babi

Pra começar eu quero pedir pra você se apresentar, e falar sobre o seu trabalho.

Como sabem, meu nome é Suzy, mas muitos me conhecem como Suzy Babi. Sou de São Paulo, vegetariana, formada em jornalismo, também sou modelo, em específico, pinup. Trabalhei por alguns anos em eventos de carros antigos, eventos militares, fotos sensuais e já até sai em duas revistas americanas de pinup.

Como sabem, escrevo para o Blog Testosterona, também sou freelacer, vendo matérias para alguns sites. Faço conteúdo adulto, que seria fotos eróticas para as plataformas, Onlyfans e Privacy.

Sou uma apaixonada por astronomia e tudo relacionado ao universo, filosofia, literatura, séries e filmes, principalmente os clássicos…..amo animais!

Você tem alguma programação ou rotina definida de trabalho? Como é o seu dia-a-dia?

Bom, em relação a jornalismo, eu escrevo para alguns lugares como freelancer, então, só quando tem pedido, não dá para dizer o tempo certo, está bem fraco também. Agora em relação às fotos, eu procuro fazer fotos todos os dias para atualizar, principalmente, meu Onlyfans.  Não resistia ao Onlyfans, entrei nessa por conta dessa rede social.

Suzy Babi

No seu ponto de vista, qual a diferença entre erotismo e pornografia?

Bom, isso depende muito, muitas vezes o que é erótico para um pode ser pornográfico para o outro e assim por diante. Em se tratando de tempos mais antigos, o erotismo era considerado pornografia, que hoje é erotismo. Pensando assim, eu gosto do pornografia old school que é o erotismo hoje…..é isso rs.

  O erotismo, na medida certa, dá aquele ar de mistério, estimula a imaginação. O principal objetivo do erotismo é dar corpo aos aspectos da sexualidade, deixando a excitação para a pornografia, sendo assim, erótico na medida certa, o sensual e não sexual, ao contrário do pornográfico, o erótico pode até dar a entender o ato sexual, sempre de uma forma indireta, mas não é a intenção exclusiva.

E por exemplo, gosto desses filmes mais antigos, ou até mesmo hentais, mas por eles terem histórias isso excita. Os filmes eróticos, geralmente falam de amor, paixão, desejos intensos, tem as preliminares, carícias, uma história toda. Alguns mais antigos podem até ter umas gracinhas, como os Pornochanchada que foram produzidos no Brasil e os filmes estrangeiros, como: “Pretty Peaches”(escrevi sobre ele aqui no blog),  que se trata de comédia pornográfica, produzido nos anos 70/80. Os filmes da idade de ouro são sempre com histórias bem interessantes que despertam nossos fetiches. Já os vídeos pornográficos mostram sexo explícito, geralmente não têm história, nem sempre tem um exato contexto.

Você adora um conteúdo old da pornografia, como descobriu essa paixão?

Olha, digo sobre qualquer tipo de filme, adoro os clássicos. Na pornografia, gosto porque os filmes têm mais histórias, tem mais charme e sedução, não só sexo. As atrizes tinham aquele jeitinho sexy, de pinups…o tipo de moça inocente, mas ao mesmo tempo bem safadinha. A maioria dos filmes tem histórias de moças com cara de santa, me identifico e adoro kkkk

Sou apaixonada no estilo pinup, no jeito, sedução e beleza, que pra mim, é diferente e única. As pessoas não sabem muito o que significa Pinup de fato, está relacionado ao erotismo e até pornográfico. Betty Page está ai pra nos mostrar, as dançarinas de burlesco de época e as atrizes pornô dos anos 40/50 e 60 também. Escrevi sobre os dois temas aqui já..

Suzy Babi

E você se considera uma pessoa exibicionista? Como é pra você trabalhar vendendo conteúdo erótico?

Sim, me considero, mas não curto muito fazer vídeos nem falas, não sei, eu travo rs. Gosto de fotos, acho que nas fotos dá para mostrar o que tenho e sinto, como estou me expressando, mostro o desejo quando tiro a foto. Sei que homens gostam mais de ver em movimento, mas, a meu ver, a foto é mais misteriosa, porém, muitas vezes não mostra o real, por isso entendo quando querem ver vídeos.

Sobre as fotos que faço, eu gosto muito de fazer fotos caseiras, claro, fiz trabalhos profissionais há uns anos, mas quando se trata de erotismo mais pornográfico, prefiro eu mesma tirar, não me sinto bem em fazer nudez com outra pessoa me fotografando. Por incrível que pareça rs .

Aqui faço a minha produção, eu sei meu ângulo certo, eu dito as regras, mesmo que não sai bom, prefiro assim, consigo passar o que sou realmente.

E só completando e esclarecendo para muitas pessoas que criticam exibicionismo. Isso sempre existiu como sempre existirá….vemos as histórias nos antepassados nossos. E é notório que todos nós possuímos a necessidade de ser notado, seja em menor ou maior grau, de acordo com princípios, valores e motivos diversos.  O exibicionismo significa se exibir, mas não só exibir o corpo, também é o hábito da pessoa que exibe e ostenta suas próprias qualidades, vida pessoal e bens. E muitos casos, alguns indivíduos sentem o desejo de evidenciar sua potência sexual, os homens precisam mostrar a sua virilidade e as mulheres o seu lado erótico. No meu caso, o erotismo.

Você sofreu algum preconceito por parte de família ou amigos por isso?

Sim, claro, sempre!!! Mas assim, já sofria antes com as fotos sensuais, não só de familiares. Só que isso não muda na minha vida, nem ligo, pra mim não faz diferença.  As pessoas são hipócritas, às vezes fazem coisas horríveis e querem julgar alguém por expor o corpo nu. A exposição acaba sendo uma consequência do seu trabalho.

Conta pra gente como você resolveu entrar neste universo? Como foi quando você tomou essa decisão?

Comecei a pouco mais de 4 meses. Bom, já sou exibicionista, mas de fato, todos fazem Onlyfans pelo dinheiro, isso me atraiu e veio em um momento bom da minha vida e idade. Só juntei o útil ao agradável! Consequências? Claro que vamos ter, fotos vazadas ou outras coisas, etc …mas é isso, sabia quando entrei e corri esse risco.

E que tipo de conteúdo você mais gosta de produzir?

Eu gosto de fazer conjunto de fotos. Aquelas com sequências, que contam historinhas rs.

Como é trabalhar no Testosterona e proporcionar sua visão de mulher?

Poxa, trabalhar para o blog esta sendo uma experiência bem diferente, adoro mesmo. E o pessoal é bem legal comigo. Tomei conhecimento de muito mais coisas, por exemplo, quando tenho que escrever, preciso pesquisar bem e acabo descobrindo muito mais coisas que eu nem imagino nesse mundo pornográfico/erótico, isso é fantástico.

Muitas coisas que escrevo, nem todos gostam, tem um público em específico, pessoal do pornô mais clássico, pessoal do hentai, esse são conteúdos que mais escrevo, meu mundo. É legal ter esse espaço para mostrar os clássicos para quem curte e para quem não conhece que podem passar a gostar, isso é gratificante.

Só espero que o pessoal esteja gostando!

O que mudou em você desde que você passou a vender conteúdo erótico?

Fiquei com um pouco de receio, mas olha, me sinto como toda mulher se sente, ser desejada é bom e faz bem a todas as pessoas (pretendo ficar no Onlyfans  e Privacy). E quem está vendo gosta, isso é melhor ainda …ahaha

Suzy Babi, c omo é a relação dos seus fãs/seguidores com você?

Não sou famosa, então não tenho muitos rs . Eu tento ser presente e simpática (isso é natural em mim), sempre tento responder a todos, mas sabe que é complicado, às vezes não dá, com várias redes sociais fico confusa e faço outras coisas no dia a dia, complica demais.  

 O que você gosta de fazer nas horas vagas pra relaxar?

Sou chata, não curto sair muito, gosto de lugar mais calmo, não curto “baladas” e nem bebo álcool. Prefiro ficar em casa lendo, assistindo um bom filme ou estudando sobre algo que gosto. Nada melhor do que ficar em casa fazendo o que gosta com boas companhias.

Suzy Babi, que músicas não podem faltar numa playlist pra transar?

Sobre isso, não sei que musica colocar para sexo, de verdade. Acho que um som instrumental, bem leve, já esta ótimo. Acho que o clima rola com papos, conversar legais e musica de fundo.

Essa pergunta é especial pros seus fãs. Qual a maneira mais fácil de te conquistar?

Sem hipocrisia, gosto de homens maduros, não com base na minha idade só ressaltando. Digo mais vividos, com mais de 37 por ai. Homens inteligentes, divertidos, mas com cautela rs . Não sei dizer, sou chata, gosto de coisas a moda antiga, posso cozinhar para ele, fazer os deveres de casa, mas quero um homem romântico comigo, que me paparique, me leve as vezes para o cinema, jantar num lugar calmo. Ou possa ficar em casa, tipo esses que adoram documentários sobre astronomia, sobre investigação, nerdices , filmes, séries e desenhos,  etc …. Essas coisas de românticos rs.

Suzy Babi, como você conheceu o Testosterona?

Eu seguia a página, sempre lia as matérias. Uma vez o Edu me chamou para ser a leitora da semana, mas acho que eu que enviei mensagem pra ele rs..foi isso.

Muito obrigado pela entrevista, abrimos o espaço pra você deixar o seu recado pro nossos leitores.

Agradeço pela oportunidade e pelo carinho de vocês! Quero dizer, correm lá para conhecer minhas redes sociais, principalmente meu Onlyfans, está uma beleza rs …..

Ah, também, aproveitando o espaço, queria indicar alguns livros do mundo erótico. Estes são para os amantes da literatura, filosofia e do erotismo. São dois livros, “O Erotismo”, e “A História do Olho”( o livro acompanha as peripécias sexuais do jovem narrador e de sua amiga Simone), ambos de mesmo autor, de Georges Bataille. As capas são bem interessantes, principalmente do segundo, bem ambígua.

Os livros em si, são obras filosóficas do escritor francês que busca pensar a categoria erótica como uma marca da “vida interior” do homem. Assim, ele não é algo que se coloca “por fora”, mas que busca, por dentro, uma continuidade impossível.

COMENTE JÁ

Mais posts pra você