Home Sex Workers Sweety Brat – Ardente e cheia de simpatia

Sweety Brat – Ardente e cheia de simpatia

Sweety Brat

Sweety Brat

Cheia de energia e uma forma de exuberância, a doce Sweety Brat é uma sex worker que entrega com sua essência as diferentes formas de corpos e que não existe padrão quando o desejo é natural. Batemos um papo descontraído sobre sua vida no meio e o que pretende alcançar no decorrente futuro.

 Para começar, conte um pouco pra gente da sua trajetória, há quanto tempo você trabalha com produção de conteúdo adulto e como você entrou neste ramo? 

 Eu sempre gostei de mandar nude e semi pros contatinhos, sempre fui muito sexual, já postava nude no Tumblr, mas ele proibiu pornografia daí migrei pro Twitter, no começo era até trancado, só pra íntimos e tal, mas então em plena pandemia, ganhando miséria do meu outro emprego eu parei e pensei, pô, vou monetizar isso aí e foi dando certo. To há 10 meses só dentro desse ramo.

O que você mais gosta no seu trabalho como sexworker? E o que você não gosta?

Eu adoro o fato de as pessoas virem falar comigo sobre os próprios fetiches sem medo de algum julgamento, no curiouscat eu sou quase uma conselheira sexual kkkkk. E eu odeio as pessoas que já chegam mandando nude não solicitado na minha dm ou ficam pedindo coisinha de graça.

Sweety Brat

Hoje já é sua atividade principal?

Não, ainda não, entretanto consigo me manter só com o dinheiro que vem disso, mas boa parte é.

Como é para você, a sensação de ser desejada por tantas pessoas? Você se considera exibicionista? 

Nossa eu adoro, ainda mais por ser gordinha, sempre fui meio complexada com meu corpo e trabalhar com isso e ver que existem vários tipos de corpos e que todos podem ser desejados fez meu ego ir ao auge. Sim, muito exibicionista, apesar de algumas pequenas neuras ainda.

Sweety Brat

Conte para nós como é sua rotina de trabalho?

 Eu moro com minha mãe ainda né rs. Então eu preciso que às vezes ela saia pra eu fazer os personalizados, tirar fotos, etc. Ela está trabalhando normalmente apesar da pandemia então pego esses horários e reservo pra criar. Também vou em motel pra criar algumas coisas.

Você segue um cronograma de postagens e de onde tira as ideias para seu conteúdo?

 Eu costumo fazer um post por dia, mas as vezes dois. E eu assisto muito pornô então, quando vejo algo q eu gostei eu tento me inspirar naquilo e fazer algo semelhante.

Sweety Brat

Quais as sensações que influenciam em sua produção de conteúdo?

Então, pra eu gostar de algo q eu fiz, eu tenho q estar provavelmente excitada, q não é muito difícil e estar bem com meu corpo, senão eu posso tirar 200 fotos e não vou curtir nenhuma.

O que mudou na sua vida depois que você passou a trabalhar como sex worker? As pessoas te apoiaram? 

Sinceramente, não mudou muita coisa, sempre fui desse meu jeito antes e depois de começar como sexworker. Meus amigos super apoiam, inclusive, às vezes até uso alguns pra fazer conteúdo de casal hahah.

Você sofreu algum preconceito pelo seu trabalho? Como você lida com isso?

Ainda não passei por preconceito por conta disso, ainda bem.

Como é sua relação com seus seguidores?

Eu os chamo de taradinhos kkkkk e eu adoro, porque o jeito q eles interagem comigo sem ligar para o que vão pensar deles é divertido demais.

Qual é o sonho que deseja realizar?

Viajar pra muitos países sem nenhuma preocupação.

Quem são as sexworkers que te inspiram?

Eu sempre tive uma quedinha pela Emme White desde muito tempo, mas depois q comecei veio a própria Candy Neon, a Samantha/@littlewildwitch__ , Ágata/@kill_agata e muitas outra.

O espaço é todo seu, deixe um recado final para nossos leitores.

 Então galerinha, deem mais apoio à nós sex workers, não é porque ficamos peladas quase todos os dias que não podemos ser pessoas incríveis. E obrigado aos meus taradinhos em específico por sempre me apoiarem.

COMENTE JÁ

Mais posts pra você