Home Sexo Estes são os 10 mandamentos da bíblia da vagina

Estes são os 10 mandamentos da bíblia da vagina

Isso é o que a ginecologista canadense Jen Gunter, autora do livro “The Vagina Bible”, gostaria que você soubesse sobre o órgão feminino. Conheça os 10 mandamentos da biblia da vagina.

Jen Gunter é colunista do New York Times e lançou o livro The Vagina Bible: The Vulva and the Vagina: Separating the Myth from the Medicine (A Bíblia da Vagina: A Vulva e A Vagina: Separando o Mito da Medicina, em tradução livre, sem publicação no Brasil).

10 mandamentos da biblia da vagina

bíblia da vagina

1. A vagina e a vulva são órgãos diferentes

A vulva é a parte externa do órgão genital das mulheres, onde ficam os pequenos e grandes lábios e os pêlos. Já a vagina é o tubo que liga a vulva ao cérvix e colo do útero, e onde o pênis penetra durante o sexo heterossexual.

2. O clitóris é muito maior do que você pensa

Ele tem, em média, nove centímetros — dos quais só a glande é visível e aí sim, é quase como uma pequena ervilha, com cerca de 3 milímetros.

3. Um exame pélvico não deve ser doloroso

É normal sentir um pequeno desconforto ou pressão durante o exame, especialmente se não estiver relaxada o suficiente, mas um exame pélvico deve ser indolor e rápido. Qualquer sinal de dor deve ser comunicado ao médico.

4. Não use nenhum produto de limpeza para a vagina

Ao contrário da vulva, que deve ser higienizada com sabonete neutro e água para eliminar suor e secreções acumuladas, a vagina não precisa de nenhum tratamento especial. Ela é naturalmente capaz de se autolimpar, e duchas internas para lavá-la não só são desnecessárias, como contraindicadas.

5. Cigarros são ruins para a sua vagina

Outro ponto abordado na biblia da vagina é o tabaco, ele diminui o número de lactobacilos, fundamentais para a flora vaginal, podendo causar infecções. Também pode diminuir o fluxo sanguíneo no órgão e prejudicar a lubrificação, assim como prejudicar a elasticidade do órgão.

6. Se alguém diz algo ruim sobre o seu corpo, o problema provavelmente está neles, não em você

Simples assim.

7. Tome a vacina do HPV

Existem mais de cem tipos de vírus de HPV (papilomavírus humano) e essa é a infecção sexualmente transmissível mais comum no mundo: estima-se que metade da população sexualmente ativa tenha sido infectada por algum dos tipos. Uma das formas mais eficazes para se proteger, além do uso de preservativo e do exame papanicolau para as mulheres, é a vacina.

Com duas doses com um intervalo de seis meses, o esquema vacinal protege contra quatro subtipos do vírus e tem 98% de eficácia. No Brasil, ela é gratuita no Sistema Único de Saúde (SUS) para meninos de 11 a 15 anos incompletos, meninas com menos de 15 anos, portadores do vírus HIV de 9 a 26 anos, pessoas com câncer em tratamento quimio ou radioterápico, e quem foi submetido a transplante de órgãos, defende a autora da biblia da vagina.

8. Dor durante o sexo é uma condição médica real, não deixe ninguém dizer que é coisa da sua cabeça

Tecnicamente chamada de dispareunia, pode ocorrer antes, durante ou após o ato sexual, em lugares como vagina, uretra, bexiga e pelve. Os sintomas podem ser de dor forte, coceira e sensação de queimação. As causas podem ser físicas, como falta de lubrificação, infecções, doenças; ou psicológicas, como traumas, estresse e depressão. É importante buscar um médico para encontrar o tratamento adequado.

9. Nenhum produto externo pode controlar o pH da sua vagina

O pH considerado saudável na vagina é ácido, com uma variação entre 3,8 e 4,2. Desequilíbrios tornam o órgão mais propenso a irritações e infecções, como a proliferação de fungos como a Candida albicans e bactéria Trichomonas vaginalis. Para mantê-lo equilibrado, é importante não limpar a vagina com produtos específicos, e seguir algumas medidas diárias para evitar desequilíbrios, como usar absorventes sem perfume, calcinhas de algodão, evitar roupas muito apertadas e usar preservativo nas relações sexuais.

10. Você não pode mudar o cheiro ou o gosto da sua vagina com a alimentação

Toda mulher tem secreção e odor vaginal, resultados naturais do processo de renovação celular na vagina. Em geral, é um odor suave, pouco perceptível e que só muda de característica com as fases do ciclo menstrual ou um processo infeccioso.

Gostou do post sobre a bíblia da vagina? Então deixe sua opinião nos comentários

Veja Também: Tipos de Vagina

Mais posts pra você

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais