Home Sexo Como ter orgasmo? Relaxa e goza!

Como ter orgasmo? Relaxa e goza!

Sabe aquela pulsação, respiração ofegante e boca seca quando estamos excitados? São nossos sentidos despertando para o que está por vir, prazer é sensorial, é sentir! e o que impede muitas vezes de chegarmos ao prazer é o neocórtex, é um termo estranho, mas sua função é fácil de entender: é a parte responsável pelos julgamentos e elementos racionais. Estudos comprovados mostram que o que precede ao orgasmo é uma diminuição da atividade no neocórtex e uma intensa atividade no límbico, e o que é esse límbico? é justamente a parte do cérebro responsável pelas sensações! Já que prazer é sensorial, está ai a fonte que devemos explorar. Mas afinal, como ter orgasmo?

Como ter orgasmo?

Parece contraditório, mas para se excitar precisamos relaxar, e como criamos elementos para reduzir atividade do neocórtex e abrir espaço para que o límbico vá tomando mais controle desse corpo? Não é sobre pegar um bullet e ir no clitóris, porque isso será apenas o fast food, vai provocar apenas uma “descarguinha”, assim como não é apenas pênis na vagina, isso não é acessar o manancial do nosso corpo que goza inteiramente, que cria caminhos neuronais para esse corpo que sente profundamente. Quanto mais tempo tivermos para ir preparando nosso corpo, ir entrando num estado de mais confiança, entrega, mais vamos poder sentir ao longo desse ritual sexual, não colocando a meta no orgasmo, porque se colocar meta estamos voltando ao neocórtex, falando de performance, de “tem que…”, obrigações…, e sim deixa o orgasmo como um caminho possível do prazer e saber que temos outras sensações que passam por um ritual de prazer e autocuidado.

Preguiça de transar?

Quando se pergunta o motivo para uma baixa atividade sexual a maioria das pessoas falam que é a preguiça, isso diz muito sobre qual a referencia que temos de prazer, mostra uma população que está esgotada, colocando sua libido em outros lugares, menos na sexualidade, libido não é sinônimo de transar, é pulsão de vida, é a disponibilidade de levantar da cama todo dia para ir atrás daquilo que nos move.

Freud dizia sobre o mal estar da civilização, só fomos para o mundo porque está imposto um mal estar, é interesse social que a gente não reconheça esse lugar do autoerotismo, o bebe é perverso polimorfo, nasce e perverte tudo em função do seu prazer: é o dedo na boca, pé na boca, tudo é para essa nutrição de prazer, e muito cedo isso é cortado, porque enquanto a gente está muito dedicado a esse autoerotismo, reconhecendo a importância de nos nutrir com esse prazer, o mal estar não pega a gente tão fácil, o interesse civilizatório desse mundo capitalista é que a gente corte essa conexão com o autoerotismo, desse autoprazer investido, para investir isso lá fora, para performar em nossos empregos e produzir para o sistema, porque se a gente descobre o potencial orgástico que é viver num corpo multissensorial, diríamos “sair de casa pra que? Ganhar tanto dinheiro pra que? se tenho um corpo aqui que me dá essas sensações?” Então, não há interesse social que a gente se descubra potente, orgástico, multissensorial, o corpo precisa estar a serviço do sistema e não da gente. Reich já dizia que a hora em que despertarmos para esse potencial dos corpos não mais nos submeteremos a esse sistema, por isso, é um potencial revolucionário.

Sexo e sexualidade é sobre sermos sensoriais, estarmos conectados com todos nossos sentidos, todos temos a capacidade de desenvolver esses sentidos para que eles se transformem a nossa vida numa super vivencia, e não numa sobrevivência. Quando vamos nos conectando mais com esses sentidos nos dá uma nova percepção sobre a vida.

Os estímulos visuais sequestram nossos outros sentidos, quando diminuímos nossos sentidos visuais os outros sentidos gritam! Numa cultura que educou seus homens no pornô, como forma de iniciação a atividade sexual, em que o foco está na penetração, pouco se usa da capacidade humana de sentir prazer, para ajudar mais nesse processo de autoconhecimento e potencialização do prazer segue algumas dicas:

Respiração consciente, não aprendemos a respirar, usamos a respiração para sobreviver, e a respiração é um superpoder que pode nos levar a transes, hiperventilar, trazer mais ar para seu cérebro mobiliza uma série de reações químicas que te fazem sentir a vida por outros canais, aprender a sair desse condicionamento de respiração curtinha, que não está consciente, e trazer isso como recurso de sensibilização desse corpo. A respiração curta é um padrão para nosso estado de alerta, e usamos ela na atividade sexual, mal sabemos que essa respiração nos priva de sentir mais prazer, ou você acha que orgasmo era só aquilo que você estava acostumado a fazer? Quando conseguimos relaxar o maxilar a pelve abre mais, estamos trazendo uma mensagem neurossensorial que esse corpo está autorizado a sentir mais! Como ter orgasmo? Tenha conexão!

Conexão

Conexão com a pele, a pele é o principal veículo condutor do prazer, somos os mamíferos que mais possui neurotransmissores na pele e que sentimos menos prazer, se o gato que tem menos neurotransmissor consegue se entregar, imagina o que a gente poderia viver se autorizasse a vivenciar essa entrega do nosso corpo? aprendemos a dar carinho para os bichos, mas não aprendemos a se dar carinho. Quando tocamos cada parte do nosso corpo, sem ir direto ao ponto, quando chegar na parte genital já está num estado de tal relaxamento, em contato com esse mundo interior, que fica mais tranquila a entrega.

A verdade histórica é que o poder orgástico foi colocado no limbo do pecado porque uma pessoa que goza conhece seu poder pessoal e, quem vai segurar uma pessoa dessas? A religião? O capitalismo? Não há como você controlar uma pessoa que sabe o poder que carrega. E você já sabe quais são os seus reais desejos?

Gostou do post sobre Como ter orgasmo? Então deixe sua opinião nos comentários!

Instagram: @tammy_duarte

Veja também: Saúde Sexual | TraiçãoSiga nosso canal no Telegram

COMENTE JÁ

Mais posts pra você