prazer
Você já ouviu falar do  OMGYES? O site promete te ajudar a resolver qualquer dúvida sobre prazer feminino.  O nome “OMGYES” faz alusão ao “ai, meu Deus, sim!”, dito entre um gemido e outro de prazer – e é um site que compilou dicas vindas de entrevistas sobre prazer realizadas com mais de mil mulheres. No site, há técnicas de toque, explicações mais detalhadas e, inclusive, pequenos vídeos de mulheres que toparam mostrar seus segredos na hora de ter um orgasmo. O único problema é que ele é pago, e o cadastro custa o equivalente a R$ 225.

Os idealizadores do site, Rob Perkins e Lydia Daniller, têm uma missão bastante nobre: acabar com os orgasmos fingidos. Tudo começou com uma conversa entre amigos, e Daniller reparou que algumas mulheres chegavam ao orgasmo com movimentos repetidos enquanto outras, com movimentos variados e imprevisíveis.

O OMGYES surgiu para compilar essas diferentes preferências sexuais, afinal, quando o assunto é prazer e orgasmo feminino, é difícil encontrar um consenso. Por isso, de novo, a importância da masturbação: cada mulher precisa se conhecer e descobrir o que a faz chegar às alturas.

Na publicação de estreia do site, uma compilação de informações sobre estímulos no clitóris – dedos, boca, língua e vibradores estão aí para isso. O usuário cadastrado também pode treinar suas habilidades com vídeos interativos, que indicam se a pessoa está fazendo um serviço adequado, digamos assim, ou não.

stoya

Daniller reforça também que o orgasmo é alcançado por meio dos mais diferentes estímulos e que isso varia de mulher para mulher. O que o OMGYES fez foi reunir uma série de táticas usadas por mulheres diferentes – assim, para quem ainda não descobriu o caminho da felicidade, fica mais fácil chegar lá. “A desinformação e a vergonha vêm à tona como obstáculos ao prazer”, disse a empresária.

Um dos pontos citados por Daniller no que diz respeito ao prazer feminino durante o sexo é a estimulação do clitóris que, quando acontece, é quase uma garantia de sucesso. Ela explica que apenas 18,4% das mulheres atingem o clímax somente com a penetração e que 36,6% delas precisam que seus clitóris sejam estimulados para que o orgasmo aconteça.

E se você, homem ou mulher, está tentando descobrir o que fazer para que a garota dos seus sonhos chegue ao clímax, pode começar a comemorar. Esse assunto foi abordado na entrevista que Lydia fez com as mais de mil mulheres. Delas, 91% afirmaram que ajuda quando o parceiro ou a parceira tenta descobrir do que elas gostam; 89% apontaram a importância de o(a) parceiro(a) perceber se estão curtindo a transa; e 73% disseram que vale muito quando a outra pessoa está disposta a tentar novas técnicas para proporcionar mais prazer durante o sexo.