O que na maioria das vezes indica que o sexo está indo bem, como é o caso do orgasmo, pode também ter outro significado. Nesse caso, a falta do orgasmo é o que o torna ainda melhor. Para alguns, a negação do orgasmo ou a prática de se abster intencionalmente do orgasmo é o objetivo final da transa e é o ápice de prazer. Difícil acreditar? Pois vamos te ensinar udo o que você precisa saber sobre o fetiche que se torna cada vez mais famoso.

 

 

Tudo o que você precisa saber sobre a negação do orgasmo:

 

1. É geralmente feito dentro do contexto de um parceiro dominante e um submisso. Na negação do orgasmo, um dos parceiros geralmente ordena que o outro parceiro não goze, ou um dos parceiros coloca sua capacidade de atingir o orgasmo no poder de seu parceiro.

 

2. Mas também pode ser praticado sozinho. Existe também a maneira solo e pode ser vista como uma forma de autocontrole ou se dedicar a algo além do sentimento sexual.

 

3. Mesmo que o orgasmo não esteja no cardápio, o sexo ainda é prazeroso. Ser levado a altos estados de excitação pode ser super sexy para algumas pessoas, e o elemento adicional de ser controlado parceiro pode ser muuuuuito prazeroso.

 

4. Existem vários tipos de negação do orgasmo. Há provocações: ir levando até chegar à beira do orgasmo, com um aspecto de poder e controle. Então há negação assistida por escravidão: a pessoa que está sendo negada orgasmo é contida e sua experiência de impotência é ainda mais intensa. Em seguida, dispositivos de castidade (usando gaiolas de pênis ou cintos de castidade, etc.) e o uso de chaves (quando um dos parceiros segura a chave do dispositivo de castidade do outro). E finalmente: negação do orgasmo a solo.

 

7. Você pode achar útil experimentar outras atividades de dominação e submissão antes de tentar isso na cama com um parceiro. Se você está se masturbando, sugerimos que fique sem orgasmo por períodos cada vez mais longos. No entanto, se você está com um parceiro, é melhor começar com algo mais simples.

Leia também