Seja duas vezes por semana ou duas vezes por dia, você provavelmente já desenvolveu uma rotina de masturbação bastante consistente. Embora haja benefícios claros no ato – você não vai contrair uma DST ou acidentalmente engravidar sua parceira – você ainda pode, em um momento ou outro, ter se perguntado se está se masturbando demais.

Então, quando um hábito de masturbação inofensivo se transforma em um problema? Aqui estão os sinais físicos e psicológicos que você precisa ficar de olho!

Você se machucou na masturbação

Alguns caras se masturbam com tanta freqüência que se machucam. Essas lesões podem ser leves (por exemplo, irritação da pele) ou uma condição mais grave, como a doença de Peyronie ou acúmulo de tecido cicatricial no membro do pênis, que pode resultar do uso excessivo da pressão.

Isso pode parecer óbvio, mas se você está se masturbando tantas vezes que está se machucando, você precisa cortar.

Sua vida social está sentindo

Talvez você fique nas noites de sexta-feira em vez de se encontrar com amigos, ou se atrasar para as reuniões porque estava se masturbando no banheiro masculino, por exemplo.

De qualquer forma, se você achar que seus hábitos de masturbação estão interferindo em sua vida social, seu trabalho ou seu desejo de fazer sexo com sua parceira, então é hora de ajustar sua rotina.

Veja também:
35% dos brasileiros já fingiram um orgasmo
Ponto G: o guia perfeito para encontrá-lo

Sua vida sexual está sentindo

Na masturbação, alguns caras usam um tipo específico de estímulo – digamos, certas categorias de pornografia acopladas a movimentos específicos das mãos. Quando chega a hora de eles realmente fazerem sexo, eles descobrem que não conseguem recriar o mesmo tipo de excitação.

Basicamente, se você assiste a mesma pornografia ou usa os mesmos movimentos de mão toda vez que se masturba, ela ensina seu cérebro e corpo a seguir dessa maneira. Se você está fazendo sexo com um parceiro da vida real, isso pode causar sérios problemas, tanto em termos de manter a ereção quanto para conseguir ter uma em primeiro lugar. Se isso acontecer, você tem um problema que precisa ser resolvido.

Você sempre pensa nisso

Você acorda querendo se masturbar. No almoço, sua mente vagueia para sua cena pornô favorita. Seu trajeto para o trabalho é quase insuportável, porque você só quer sentar no sofá com uma cerveja e um PornHub.

Se tudo isso soa familiar e você se vê distraído com pensamentos sobre quando ou como você vai praticar a masturbação, isso é uma forte indicação de que você tem um problema.