Home Textosterona A obra-prima de Cleo Baby

A obra-prima de Cleo Baby

4981 visualizações

Ela é gata, sim! Nem é novidade. Mas o foco aqui nesse Textosterona é sua belíssima mente. Aliás, ninguém nesse mundo pronunciaria Textosterona melhor que ela, porque o xis já tá na escrita sacana e na boca safada dessa autora carioca que relata seus encontros como acompanhante e encanta através de seu Tumblr. Sou fã! E fã desse texto aqui que é sublime. Linha após linha, palavra sob palavra. Uma perfeição literária digna das obras mais geniais desse planeta. Cleo Baby em “Cariolixtando” transa com as letras e fode nosso psicológico, literalmente, por completo.

Cleo Baby

Cleo Baby

Cariolixtando

O Carioca é o que de melhor personifica a simpatia e a malandragem nas vastas terras tupiniquins, que sempre sabe dar um “jeitinho” para se sair bem em qualquer situação, ao estilo Zé Carioca da Disney ou Agostinho Carrara, A Grande Família.

Cariocas gozam a vida e gozam com a vida.

O Carioca trepa de ladinho para sentir melhor as curvas do corpo, curvas essas que inspiraram toda a obra de Oscar Niemeyer.

Cabelos molhados e testa suando, transpiração excessiva que molha o corpo desse povo gostoso e os deixa fritando ao sol, renovado a marquinha.

Povo intenso e esbaforido, de fala rápida e trepada demorada.

Não importa a idade, mesmo de cabelos brancos, desbravam com disposição de sobra o meu corpo.

Não esqueço o velhinho da Gávea me visitou no flat e me comeu gostoso.

Carioca gosta de me enganar, e eu gosto de me sentir enganada.

Já vem querendo me socar os dedinhos para logo mais me enrabar no cuzinho.

Cleo Baby
Cleo Baby

Esse jeito malandro e cafajeste me excita, carioca sabe se fingir de morto pra comer o cu do coveiro, ou melhor, da coveira.

Carioca gosta de comer um cuzinho, e eu, como boa mulher carioca que sou, adoro dar o meu.

Deve ter sido uma “boa mulher carioca” que inspirou tantos poetas, como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Drummond, etc.

(…) Moça do corpo dourado / Do sol de Ipanema / O seu balançado / É mais que um poema / É a coisa mais linda / Que eu já vi passar (…)

Cleo Baby
Cleo Baby

Só as calçadas da orla de Copacabana sabem que meu sorrisinho de atriz global apenas camufla a verdadeira Puta que eu sou, um verdadeiro ícone sexual.

Carioca que chega no horário é porque estava muito ansioso para o encontro e não poderia deixar o dia do sexo (06/09) em branco.

Carioca que chegou muito atrasado é porque não conseguiu ser malandro o suficiente com a patroa ou porque teve que parar para me comprar pão com linguiça!

Uma coisa que gosto no RJ?

A receptividade do carioca que só falta estender tapete vermelho e gozar em cima para eu desfilar de quatro.

Eu já estava quase esquecendo de como é ser carioca da gema.

Da satisfação que é tomar um café da manhã, após dar gostoso a buceta e chupar um pau, olhando a praia da minha janela.

Voltarei para São Paulo ainda mais carioca, com mais vontade ainda de sentar gostoso.

Cleo Baby
Cleo Baby

Os paulistas que me aguardem, voltarei meladinha e pronta pra mostrar-lhes o saber que a Garota Da Praia tem.

Vou entrar na discussão com os paulistas que o correto é “BISCOITO” e não “BOLACHA” sem tirar o pau da minha boca, e quero ver quem tem razão!

COMENTE JÁ

Mais posts pra você