• Síndrome do “Eu já sabia” – Ou: como a preguiça nos tornou ignorantes

    Por: Fran Vergari | Em: Pensamentos Machos | 29 de junho de 2015

    Estudos de uma Universidade francesa concluíram que a maioria das pessoas não se importam com a veracidade e procedência de informações que atendam, ou, contemplem suas necessidades, desde que as mesmas pareçam vir de fontes confiáveis, como uma Universidade francesa.

    O pensamento é rápido, simples e preguiçoso. Por que eu estudarei e me aprofundarei em um assunto e tentarei tecer uma teia de raciocínio para provar ou chegar no meu ponto, se alguma “autoridade” já deu seu parecer? Técnica antiga usada na Publicidade, o fato de usar autoridades economiza em tempo, palavras e argumentos. Afinal, com tantos milhões no bolso o Neymar usa a famosa cueca que aparece em campo, quem sou eu para dizer que não é uma marca boa? O que as pessoas não param pra pensar é que: se 9 entre 10 dentistas recomendam tal creme dental, talvez aquele que sobrou não tenha sido procurado para receber o cachê da empresa.

    Mas isso é outra história. O problema real é que informações importantes para a sociedade foram deturpadas por aí, a torto e a direito, utilizando-se de Instituições e veículos consagrados, para que a informação ganhasse um “que” de verdadeira. Pesquisas, estudos e teses que nunca foram mencionadas, são confirmadas e celebradas por cientistas e especialistas que ninguém sabe o nome, mas sabem que aquilo os agrada e por que não compartilhar?

    Ou seja, vivemos na cultura do “Eu disse” ou “Eu já sabia” onde as pessoas, quando se deparam com “estudos” e “pesquisas” que ratificam teses que elas defendiam, passam adiante duas vezes antes de pensar. Não precisa ter link, não precisa ter o nome do pesquisador responsável, basta dizer aquilo que ela queria ler. “É a era da informação!”; “Temos tudo na ponta dos dedos!”. Realmente, temos muita coisa disponível, mas apenas o discernimento será capaz de separar o que é útil das milhões de teorias conspiratórias, estudos sem pé e nem cabeça, e a plena certeza de que tudo é um plano da Globo para que nós sejamos manipulados.

    Talvez aquele estudo nunca tenha sido realizado. É bem provável que aquela pesquisa que você compartilhou semana passada, não tenha passado de uma piada. Não acomode-se de ter todas as “respostas” na mão através do Google. Até porque, antes de apertar o botão “Buscar”, você precisa saber o que vai perguntar, e isso ninguém te dará de graça. Somente a sua experiência de vida fará com que você se faça as devidas perguntas para buscar as suas respostas, tirando isso, é só informação inútil e inventada por alguém que quis provar algo através de um suposto estudo de uma Universidade francesa.

    Texto originalmente publicado no blog do André, E Coisa & Tal.

    andre

  • Homens sem paciência para acompanhar as mulheres no shopping tem agora a “Maridoteca”

    Por: Edu | Em: Notícias | 29 de junho de 2015

    Maridoteca

    A situação faz parte da rotina na maioria dos casais: elas adoram olhar calmamente as vitrines dos shoppings, enquanto o homem fica impaciente. O Blumenau Norte Shopping criou uma estratégia para tentar agradar aos dois. A Maridoteca é o primeiro espaço em Santa Catarina dedicado exclusivamente ao público masculino, onde eles poderão aproveitar o tempo livre jogando na mesa de pebolim, assistindo a um filme ou lendo.

    Agora as esposas e namoradas já poderão ter um bom argumento para dar aquela passadinha demorada pelas lojas. O espaço está localizado na frente da loja Casas Bahia, é gratuito e ficará aberto todos os dias das 10h às 22h.  Se o sinal de Wi-Fi for ótimo, também já poderá permitir que eles acessem suas redes sociais confortavelmente e façam tudo o que um smartphone permite.

  • 10 mulheres para seguir no instagram #6

    Por: Edu | Em: Mulheres | 28 de junho de 2015

    by @orelhafotos 💕

    A photo posted by juliana maransaldi (@showliana) on

     

    By @filipenevares ✨👌🏼

    A photo posted by SG Model Recruiter- 🇧🇷 (@jacquelinesuicide) on

     

    continue lendo…

  • Estudo revela a posição sexual mais perigosa na cama

    Por: Edu | Em: Notícias, Sexo | 28 de junho de 2015

    Homens, fiquem atentos: uma pesquisa divulgada no jornal Advances in Urology revela que metade das fraturas penianas acontece quando as mulheres ficam por cima durante uma relação sexual. No estudo, foram analisados o caso de 44 homens em três hospitais no estado de São Paulo, num período de 13 anos.

    Um dos motivos é o fato de a mulher controlar o pênis com todo o peso de seu corpo, o que torna complicada a tarefa de interromper a penetração se alguma coisa sair fora do planejado. O estudo ainda afirma que a posição mais segura para os homens é a do “missionário”, quando ele está por cima da mulher.

    sexo