Você já deve ter ouvido esse termo em alguns lugares. Seja em filmes, livros ou músicas, o sadomasoquismo é uma das práticas sexuais mais adoradas em todo mundo.

Mas você sabe realmente o que esse termo significa? O que acontece de verdade com quem pratica? Vamos te mostrar tudo o que é preciso saber para começar a praticar ou só para matar a curiosidade.

sadomasoquismo

O que significa sadomasoquismo?

O conceito do sadomasoquismo literalmente é uma junção dos termos Sadismo e Masoquismo. Esses dois termos foram criados pelo psiquiatra austríaco Richard Freiherr von Krafft-Ebing no livro Psychopathia Sexualis, em 1886.

Sádico: é a pessoa que obtém prazer provocando dor e sofrimento, sejam físicos ou psicológicos em outra pessoa.

Masoquista: ao contrário do sádico, é a pessoa que tem prazer ao sentir a dor, humilhação e sofrimento, seja física, verbal ou social.

O sadomasoquista quer dizer nada menos que a prática da busca pelo prazer gerado pela imposição e pelo recebimento de dor, ou seja, a relação entre o sádico e o masoquista. Esse fetiche serviu de inspiração para outra prática sexual muito conhecida hoje em dia: o BDSM.

Tudo combinado

O sadomasoquismo não é para todo mundo. Tem gente que não vai curtir de jeito nenhum levar uns tapas, ser amarrado ou fazer isso com o parceiro. Por isso, antes de tentar fazer qualquer coisa é muito importante ter essa conversa com a outra pessoa. Veja se ela topa, se tem curiosidade e se quer tentar. Se a resposta for sim comece aos poucos para ninguém se assustar. Existem até casos em que ambas as partes fazem um contrato especificando regras e palavras de segurança (uma palavra que representa ‘pare’).

Hora da ação

Tem muitos, muitos mesmo, acessórios que são feitos para quem pratica o sadomasoquismo. Alguns deles são:

  • correntes
  • máscaras
  • algemas
  • argolas
  • mordaças
  • cordas
  • cadeados
  • alargamentos
  • chicotes
  • cintos
  • espartilhos
  • velas
  • fitas adesivas

Existe prazer no sadomasoquismo?

Você pode imaginar que seja difícil conseguir sentir prazer machucando outra pessoa ou sendo machucado, mas pode ser você só tenha essa impressão porque nunca experimentou o sadomasoquismo.

De acordo uma pesquisa da Northern Illinois University (EUA), durante as práticas sadomasoquistas, o nível do cortisol (hormônio relacionado ao estresse) dos submissos cai drasticamente – o que aproxima a dor à sensação de prazer.

Já um estudo de 2009, conduzido por pesquisadores do Imperial College London (Reino Unido), indica que a dopamina, um neurotransmissor que tem relação direta com o prazer, também pode ser liberada como recompensa a estímulos causados pela dor.

Posts mais lidos do Testosterona



Leia também